Da Polícia Especial até o BOPE e a CORE: as polícias do Rio de Janeiro e o desenvolvimento de suas unidades de elite

Thiago Pacheco

Resumo


<doi>10.12957/cdf.2013.9343

Este estudo constitui-se de uma análise das origens institucionais das unidades de elite das polícias do Rio de Janeiro. Com o surgimento dessas unidades, surge também a ideia de distinção e separação de seus agentes com relação ao restante da polícia, tida como inapta ou mesmo corrupta. Argumenta-se aqui que tal ideia demonstra a consciência dos problemas que a polícia tem apresentado, e mascara a interdependência dos segmentos ligados à Segurança Pública gerando a ilusão de que grupos como o BOPE ou a CORE são órgãos independentes ou superiores aos demais, ao contrário de partes integrantes e complementares das instituições policiais às quais pertencem.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cdf.2013.9343

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

A revista Cadernos do Desenvolvimento Fluminense está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.