A contribuição de mestres e doutores para a inovação no Rio de Janeiro: um estudo baseado em survey com ex-bolsistas em empresas

Daniela Uziel, Victoria Cristina da Silva

Resumo


Desde os anos 1990 há um importante crescimento no número de titulados de mestrado e doutorado nas diversas áreas do conhecimento no Brasil. Segundo o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, o número de doutores cresceu de 2.854 em 1996 para 16.729 em 2014, entretanto poucos se empregam em empresas, o que tem estimulado as agências de fomento estaduais e federais a criarem bolsas para contratação desses profissionais por empresas. O objetivo deste artigo é analisar o efeito das bolsas concedidas de 2012 a 2014 pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj) para a inserção de mestres e doutores nas atividades inovativas de empresas sediadas no estado do Rio de Janeiro (ERJ), sob a óptica do ex-bolsista. Após um levantamento e caracterização das bolsas concedidas, foram elaborados questionários e enviados individualmente aos ex-bolsistas. Em 2012, seis empresas foram agraciadas com bolsas Faperj desta modalidade, tendo esse número aumentado para 15 em 2013 e se reduzido para 6 em 2014. Apesar da distribuição por atividade econômica ser ampla, 21% das empresas contempladas eram de Atividades profissionais, científicas e técnicas e 18% eram Indústrias de transformação. De um total de 28 ex-bolsistas, 46% respondeu ao questionário. Sobre a importância da bolsa para a empresa, a totalidade dos ex-bolsistas respondentes a considerou essencial. Conclui-se que as bolsas são relevantes para inserção de pesquisadores pós-graduados em empresas, mas que a penetração dessas bolsas no tecido produtivo do ERJ é ainda muito baixa. Admitindo que a presença desses pesquisadores pode trazer ganhos para a empresa, em termos de inovação, melhora da competitividade e inserção internacional é necessário aprofundar o estudo para verificar seu impacto enquanto política pública.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cdf.2019.56431

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

A revista Cadernos do Desenvolvimento Fluminense está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.