Crescimento demográfico e espacial de uma cidade média: Angra dos Reis

Michael Chetry

Resumo


A cidade de Angra dos Reis, localizada na região da Baía da Ilha Grande, a 150 km ao sul do Rio de Janeiro, é uma das primeiras ocupações coloniais do litoral fluminense. Durante quase 400 anos, ela era caracterizada por um fraco dinamismo demográfico, até meados do século XX, data a partir da qual o município mostra um ritmo de crescimento demográfico intenso e regular. Hoje a cidade conta com quase 200 mil habitantes, o que a torna estatisticamente uma cidade média. O objetivo deste artigo é descrever e analisar o crescimento demográfico de Angra dos Reis, seus componentes e seus impactos na extensão da malha urbana. Essa dinâmica é o resultado de uma forte imigração, embora seu papel venha diminuindo nos últimos anos. O crescimento urbano da cidade apresenta um aspecto fragmentado ao longo do litoral e sublinha o caráter desigual do processo de urbanização brasileira, entre melhoria geral das condições urbanas e a expansão dos aglomerados subnormais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cdf.2018.47674

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

A revista Cadernos do Desenvolvimento Fluminense está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.