A iluminação do espaço público da Cidade do Rio de Janeiro (1990-2015)

Marcos Paulo Ferreira De Gois

Resumo


A noite urbana tem adquirido cada vez mais um relevante papel nas políticas públicas municipais, ora como elemento para se pensar a infraestrutura urbana, ora como momento para a concretização e exposição de obras estéticas e atividades de lazer e entretenimento. Neste artigo será observada, principalmente, a atuação do Estado na transformação da paisagem noturna carioca, em seus diferentes momentos desde o início da década de 1990 até os dias atuais, tendo como centro de observação a iluminação dos espaços públicos do município do Rio de Janeiro. Assim, notase uma mudança da política urbana, inicialmente centrada no problema da iluminação como infraestrutura, e posteriormente dedicada ao estabelecimento do papel da iluminação artificial como elemento de valorização estética da paisagem. Verifica-se que a iluminação artificial é um elemento central para as pesquisas sobre a paisagem e as vivências noturnas, implicando em relações com problemas mais amplos de ordem social, como a segurança, a orientação, a visibilidade, os valores e os comportamentos urbanos. Esta amplitude parece confirmar o seu papel como elemento interdisciplinar para o pensamento sobre o urbano.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cdf.2016.35878

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

A revista Cadernos do Desenvolvimento Fluminense está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.