A falácia da “inflexão econômica positiva”: algumas características da desindustrialização fluminense e do “vazio produtivo” em sua periferia metropolitana

Bruno Leonardo Barth Sobral

Resumo


O artigo contesta a ideia de uma “inflexão econômica positiva” desde meados da década de 1990. Ao invés darecuperação efetiva, existem indícios de uma desindustrialização relativa em curso, associada ao risco de configuraruma “estrutura oca”. Nesse sentido, a análise busca articular a problemática da economia fluminense aosimpasses no processo de desenvolvimento brasileiro e sua respectiva crise estrutural.

Palavras-chave: (des) industrialização; reprimarização; região metropolitana.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cdf.2016.30678

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

A revista Cadernos do Desenvolvimento Fluminense está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.