Urbanismo crítico e design na perspectiva de uma cartografia da ação dos subalternos

Pedro Cláudio Cunca Bocayuva

Resumo


Neste artigo tentamos indicar pistas para a construção de uma abordagem crítica do urbanismo hegemônico. Na era do neoliberalismo de segurança, o governo das cidades depende de tecnologias e dispositivos voltados para a produção da cidade globalizada pelo espetáculo e pelo jogo especulativo financeirizado. Ao longo do texto enunciamos os elementos para uma leitura da ação dos sujeitos na cidade, fazendo considerações sobre o papel do desenho e dos diagramas, da relação necessária entre o trabalho da cartografia da ação e a elaboração de elementos para um novo urbanismo crítico.  Avançamos na indicação da aplicação destas novas ferramentas e técnicas para pensar o local, o periférico e a cidade a partir do que identificamos como questões para abrir o diálogo para o acompanhamento da rede de pesquisa do Complexo do Alemão.


Palavras-chave


Urbanismo Crítico; Cartografia da Ação; Direito à cidade; Complexo do Alemão

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.