Queerizar o Design

Denise Portinari

Resumo


Este artigo propõe pensar o design a partir de uma perspectiva queer, enfatizando o aspecto agencial do termo queer. “Queerizar” o design seria sensibilizar o campo para os aspectos e os efeitos políticos, éticos, estéticos e subjetivos do design na contemporaneidade, abordando-o enquanto processo social de configuração do sensível compartilhado, do espaço comum. É ainda problematizar e transviar a participação do design na (re)produção e materialização das estratégias da normatividade, através da análise crítica de sua inserção nesses processos, agenciando-o para a produção de perspectivas e práticas contra-normativas e a potencialização de novas possibilidades de existência. Essa proposta é desenvolvida através de uma discussão dos modos de agenciamento queer e dos modos de participação do design na materialização de performatividades normativas.


Palavras-chave


Queer; Design; Normatividade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários