A LITERATURA INFANTOJUVENIL COMO POSSIBILIDADE PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA AGRÁRIA: NOTAS PARA UM DEBATE

Ariel Pereira da Silva Oliveira, Ideni Terezinha Antonello

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir a potencialidade da literatura infantojuvenil nas aulas de Geografia que trata da organização e fenômenos geográficos do/no espaço agrário. A metodologia empregada foi baseada na leitura e análise de duas obras literárias infantojuvenis que integram uma coleção organizada pela editora expressão popular. A primeira obra é intitulada “semente de letra” ela tem como plano de fundo um assentamento rural e retrata o cotidiano camponês, fala de temas como: importância da leitura, luta pela conquista da terra, organização interna, entre outros. “Pascoalzinho pé-no-chão: Uma fábula da Reforma Agrária” é a segunda obra, ela trata de temas como a expropriação do campesinato, territorialização do capital, migração campo – cidade, entre outros.Com base nessas obras buscou-se demonstrar que a literatura é um importante aliado no ensino de Geografia, pois além de possibilitar aulas que não fiquem restritas ao uso do livro didático, fomenta o hábito da leitura e torna as aulas diferentes ao mesmo tempo que pode contribuir para que o processo de ensino – aprendizagem seja eficaz ao proporcionar um campo fértil para a criticidade dos discentes.


Palavras-chave


Espaço agrário; Geografia; literatura infantojuvenil

Texto completo:

141-157


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2020.51708



ISSN: 1980-4490

Periódicos Capes Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional