O PROFESSOR DE ESTUDOS AMAZÔNICOS: O PERCEBER ENTRE O ESPAÇO PENSADO E O ESPAÇO VIVIDO

Gabriel Renan Neves Barros, Alan Bizerra Martins

Resumo


Este artigo trata-se de um capítulo da dissertação de mestrado sobre a formação de professores de Estudos Amazônicos no município de Marabá-PA. Buscamos fundamentar a criação da disciplina a nível municipal, o por que estudar a Amazônia, além de entender qual a relação entre o perceber e o ato de ensinar, o perceber e o professor, assim como o perceber e o aluno. Neste artigo é possível entender, através de Merleau-Ponty, Masini, Paulo Freire, Vygotsky, Gomes, Milton Santos e outros, qual a participação dos sujeitos no mundo, mais especificamente, no meio ambiente amazônico, e sua importância para a construção de uma consciência coletiva preservacionista.


Texto completo:

211-220


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2020.48797



ISSN: 1980-4490

Periódicos Capes Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional