GEOVISUALIZAÇÃO E GEOCOLABORAÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE CABO FRIO-RJ

Ivan Rollas da Silva, Matheus Pereira Libório

Resumo


A falta de documentação e sistematização do patrimônio histórico-cultural, ou mesmo sua disponibilidade de forma pouco atraente ou lúdica, desconecta a população do legado arquitetônico, artístico, cultural e histórico, o que significa a perda da afetividade patrimonial e do compromisso. em conservá-lo. Nesse contexto, o objetivo desta pesquisa foi promover a educação do patrimônio histórico-cultural da cidade de Cabo Frio RJ. Trabalhos existentes na literatura voltados para a educação patrimonial histórico-cultural exploram o espaço geográfico de forma não interativa. Superamos essa limitação por meio do desenvolvimento de ferramentas bidirecionais de geovisualização que permitem ao usuário explorar e colaborar com o patrimônio histórico-cultural, utilizando-se do espaço geográfico de forma interativa. Mostramos que o desenvolvimento dessas ferramentas demanda pouco tempo e/ou recursos financeiros sendo, portanto, viável para quaisquer municípios interessados em implementar a solução. Contribuímos para a educação patrimonial histórico-cultural ao apresentar uma inovação que é econômica e, ao mesmo tempo, interativa e colaborativa.


Texto completo:

3-12


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2018.37558



ISSN: 1980-4490

Periódicos Capes Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional