Dossiê: Ensino de italiano no Brasil: uma questão de resistência

Cristiane Lopes Landulfo, Paula Garcia Garcia de Freitas

Resumo


No congresso da Associação Brasileira de Professores de Italiano (ABPI), realizado na Universidade Federal de Minas Gerais, em outubro de 2019, propusemos um Simpósio que recebeu o mesmo título deste Dossiê com o objetivo de reunir trabalhos que promovessem o conhecimento e a reflexão sobre o ensino de italiano no Brasil, em diversos contextos, ensino este que, apesar das diferentes iniciativas de minoritarização ou, até mesmo de aniquilamento, resiste. 

Na ocasião, sete professoras-pesquisadoras apresentaram trabalhos que demonstram que é preciso (re)pensar  o ensino do italiano com olhos voltados para as nossas realidades locais e para as questões relevantes da nossa sociedade-mundo. Além disso, ficou comprovado que aprender línguas estrangeiras, em especial a língua italiana, não é e não deve ser apenas para a elite do nosso país e que é ABSOLUTAMENTE relevante no contexto em que vivemos, contrariando frases do senso comum. Como bem lembra a Declaração Universal dos Direitos Linguísticos, citada pelos PCN (1998), a aprendizagem de uma língua estrangeira é direito de todo cidadão, seja ela qual for: italiano, holandês, alemão, mandarim, tupi-guarani, yorubá, russo, inglês, espanhol, etc.  Ademais, a oferta do ensino de línguas é dever do Estado, já que “a escola não pode mais se omitir em relação a essa aprendizagem” (BRASIL, 1998, p. 19).

 Os trabalhos apresentados no referido congresso compõem este Dossiê que se configuram como um alento para todos e todas que consideram a importância da democratização do ensino de línguas e a Educação Linguística como eixos fundamentais para a construção de um país mais justo, mais democrático e mais igualitário, no qual os seus cidadãos possam ser conscientes da realidade sócio-histórico-cultural que os cerca. Esperamos, portanto, que as iniciativas como as que serão apresentadas se multipliquem e gerem cada vez mais reflexões acerca da educação, de políticas e de direitos linguísticos.


Palavras-chave


Letras. Língua e Cultura italiana.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
A Revista Italiano UERJ está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Instituto de Letras


Rua São Francisco Xavier, 524, 11° andar, CEP 20559-900, Maracanã, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
E-mail: revistaitalianouerj@gmail.com