Capital Intelectual & Rentabilidade das Empresas Brasileiras

Ricardo Vinícius Dias Jordão, Vander Ribeiro Almeida

Resumo


A pesquisa descrita neste artigo teve como objetivo analisar a influência do capital intelectual (CI) sobre a rentabilidade das empresas brasileiras. Nesse ensejo, com base nas teorias de finanças e de contabilidade, realizou-se um estudo quantitativo, descritivo e aplicado, nas companhias listadas na BM&FBovespa, com base em dados secundários, em um recorte multi-setorial, durante o período de 2005 a 2014, mediante a utilização de testes empíricos por meio de estatísticas descritivas e multivariadas. Além da proposta de mensuração dos efeitos do CI desenvolvida e aplicada, a pesquisa inova ao ampliar as teorias de finanças e contabilidade pela comprovação da contribuição do CI sobre os indicadores de desempenho financeiro das companhias brasileiras. Os resultados revelaram que (i) o CI influencia positivamente na rentabilidade dessas companhias; (ii) as empresas de capital aberto, listadas na BM&FBovespa, mais intensivas em CI, apresentam rentabilidade superior às demais, seja de forma individual, global ou de maneira setorial; e que (iii) o CI colabora para o aumento da rentabilidade corporativa, de forma sistemática, ao longo do tempo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12979/rcmccuerj.v24i2.51842



ISSN da versão on-line (atual): 1984-3291
Periodicidade: Quadrimestral
Classificação CAPES: A3

DOAJ