ASSIMETRIA INFORMACIONAL NO MERCADO DE CAPITAIS DO BRASIL: OS RELATÓRIOS CONTÁBEIS SÃO CAPAZES DE REDUZIR O RISCO DE INVESTIMENTO?

Esdras Alexandre de Souza Filho, Jaianne Rodrigues de Albuquerque, Luiz Carlos Marques dos Anjos, Raimundo Nonato Rodrigues

Resumo


Baseado na Teoria Positiva Contábil e na Teoria Moderna do Portfólio, o artigo foi desenvolvido com o intuito de verificar se as informações contábeis são eficientes a ponto de influenciar o risco de investimentos no mercado acionário brasileiro. Para tanto, foi realizada uma regressão linear multivariada, utilizando 38 companhias que integram o índice IBrX50 da BM&F Bovespa, totalizando 912 observações. Como variável dependente, foi elaborado o VaR (Value at Risk), utilizando a Abordagem Delta-Normal. As variáveis explicativas foram formuladas por indicadores oriundos das Demonstrações Contábeis, sendo eles a Liquidez Corrente, Composição do Endividamento, Taxa de Retorno do Caixa e Lucratividade. Como resultado, foi encontrado que apenas a Lucratividade é capaz de influenciar o risco de investimento, em virtude da importância informacional e possibilidade de realizar projeções que o lucro detém, assim como a aceitação de que as Demonstrações Contábeis são somente uma das ferramentas que possibilitam a realização de análises de investimentos, devendo ser considerados todos os fatores que atuam sobre o Mercado de Capitais. A contribuição deste trabalho está centrada no entendimento da relação entre o risco e o conteúdo informativo prestado pelas Demonstrações Contábeis, expandindo o conhecimento prático, como forma de auxiliar os investidores para que eles reduzam os riscos de seus investimentos, sendo positivo também para o mercado e o fortalecimento do debate acadêmico em torno do tema.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12979/32364



ISSN da versão on-line (atual): 1984-3291
Periodicidade: Quadrimestral
Classificação CAPES: A3

DOAJ