TEORIA, HISTORIOGRAFIA E ENSINO DE HISTÓRIA EM TEMPOS DE CRISE DEMOCRÁTICA

Daniel Pinha, Marcelo Rangel, Rodrigo Perez oliveira

Palavras-chave


Historiografia; Teoria; Ensino de História; Crise democrática

Texto completo:

PDF

Referências


ARAUJO, Valdei Lopes de. O regime de autonomia avaliativo no sistema nacional de pós-graduação e o futuro das relações entre historiografia, ensino e experiência histórica. In: Revista Anos 90. Porto Alegre, V. 23. N. 44. pp. 85-110. Dezembro de 2016.

_______. O direito à história: o(a)historiador(a) como curador(a) de uma experiência histórica socialmente distribuída. In: BRUNO, Leonardo; GUIMARÃES, Gessica; OLIVEIRA, Rodrigo Perez. Conversas sobre o Brasil: ensaios de crítica histórica. Ed. Autografia: Rio de Janeiro, 2017. pp. 191-216.

BITTENCOURT, Circe Fernandes. Reflexões sobre o ensino de História. In: Estud. av. [online]. 2018, vol.32, n.93, pp.127-149.

CARVALHO, Bruno Leal Pastor; TEIXEIRA, Ana Paula Tavares. História pública e divulgação de história. São Paulo: Editora Letra e Voz, 2019.

CHALOUB, Jorge; PERLATO, Fernando. A nova direita brasileira: ideias, retórica e prática política. In: Insight Inteligência, ano XIX, no. 72, p. 24-41, jan./fev./mar. 2016.

LEVITSY, Steven; ZIBLATT, Daniel. Como as democracias morrem. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2017.

MOUNK, Yascha. O povo contra a democracia. São Paulo: Editora Companhia das Letras, 2019.

OLIVEIRA, Rodrigo Perez. O engajamento político e historiográfico no ofício dos historiadores brasileiros: uma reflexão sobre a fundação da historiografia brasileira contemporânea (1975-1979). In: História da Historiografia, v. 01, p. 127-222, 2018.

PEREIRA, Matheus Henrique de Faria. Nova direita? Guerras de memória em tempos de comissão da verdade (2012-2014). In: Varia História 31 (57 (set-dez), 2015. pp. 853-902.

RANGEL, Marcelo de Mello. Teoria e história da historiografia: do giro linguístico ao giro ético-político. In: História da historiografia. Ouro Preto. n. 17. abril de 2015. pp. 318-332.

SANTIAGO, Ricardo. História Pública e autorreflexividade: Da prescrição ao processo. In: Tempo e argumento. Florianópolis, v. 10, n. 23, p. 286-309, 2018.

STANLEY, Jason. Como funciona o fascismo. São Paulo: Editora LP&M, 2018.




DOI: https://doi.org/10.12957/transversos.2020.50328

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Autor concedendo à Revista Transversos o direito de primeira publicação.

REVISTA TRANSVERSOS - ISSN:2179-7528

Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais - UERJ

Campus Francisco Negrão de Lima - Pavilhão João Lyra Filho Rua São Francisco Xavier, 524 - 9° andar - Bloco D, sala 6.

http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/transversos