Apresentação

Francisco Gouvea de Sousa, Guilherme Moerbeck

Texto completo:

PDF

Referências


BARNABÉ, L. E. A História Antiga em compêndios franceses e brasileiros no Imperial Colégio de Pedro II ou o caso Justiniano José da Rocha: História, disciplina escolar e impressos (1820-1865). 2019. 215 f. Tese – UNESP, Assis, 2019.

BOBBIO, N. Estado, governo, sociedade. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 2017.

BOURDIEU, P. A Economia das Trocas Simbólicas. Edição: 7a ed. São Paulo: Perspectiva, 2013.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

BOURDIEU, P. Razões Práticas. Sobre a Teoria da Ação. Edição: 11a ed. Campinas, SP: Papirus, 1996.

BOVO, C. R.; DEGAN, A. As temporalidades recuadas e sua contribuição para a aprendizagem histórica: o espaço como fonte para a História Antiga e Medieval. Revista História Hoje, v. 6, n. 12, p. 56–76, 18 set. 2017.

BUSTAMANTE, R. Para além do atenocentrismo: em desafio para a história ensinada. In: ROCHA, H.; REZNIK, L.; MAGALHÃES, M. DE S. Livros Didáticos de História. Edição: 1a ed. Rio de Janeiro, RJ, Brasil: FGV, 2017. p. 147–169.

CARDOSO, C. F. Combatiendo la arrogancia epistemológica: algunos caminos que se podrían recorrer. Edad Media: revista de historia, n. 9, p. 105–128, 2008.

CARDOSO, C. F. No limiar do século XXI. In: FILHO, D. A. R. O Século XX. O Tempo das Dúvidas - Coleção História. Volume 3. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000. p. 251–75.

CASTRO, E. V. DE. A inconstância da alma selvagem. Edição: 1a ed. [S.l.]: Ubu Editora, 2017.

CASTRO, R. Livros didáticos ensinam história antiga de forma desatualizada, dizem professores da USP. Disponível em: . Acesso em: 13 ago. 2018.

CERRI, L. F. Ensino de História e Consciência Histórica. Implicações Didáticas de Uma Discussão Contemporânea. Edição: 1a ed. Rio de Janeiro: FGV, 2011.

CHAKRABARTY, D. Habitations of Modernity: Essays in the Wake of Subaltern Studies. 1 edition ed. Chicago: University of Chicago Press, 2002.

CHAKRABARTY, D. Provincializing Europe: Postcolonial Thought and Historical Difference - New Edition. 1 edition ed. Princeton: Princeton University Press, 2007.

CROSSLEY, P. K. What is Global History? 1 edition ed. Cambridge: Polity, 2008.

ELIAS, N. O processo civilizador 2: Formação do Estado e civilização. Edição: 1a ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1993.

ÉSQUILO. Os Persas. Tradução Trajano Vieira. Edição: 1a ed. São Paulo: Perspectiva, 2009.

ÉTHIER, M.-A.; LEFRANÇOIS, D. Éduquer à la citoyenneté délibérative: le défi d’exercer un leadership sociopolitique pour rectifier les inégalités à l’école et en démocratie. McGill Journal of Education / Revue des sciences de l’éducation de McGill, v. 42, n. 3, 19 dez. 2007. Disponível em: . Acesso em: 9 ago. 2018.

ETHIER, M.-A.; LEFRANÇOIS, D.; AUDIGIER, F. Pensée critique, enseignement de l’histoire et de la citoyenneté. Louvain-la-Neuve: DE BOECK SUP, 2018.

FINLEY, M. I. A Economia antiga. Lisboa: Afrontamento, 1980.

FRANCISCO, G. D. S. O Lugar da História Antiga no Brasil. Mare Nostrum (São Paulo), v. 8, n. 8, p. 30–61, 9 out. 2017.

FRANCISCO, G. D. S.; MORALES, F. Desvelando o atenocentrismo. Revista de Cultura e Extensão USP, v. 14, n. supl., p. 67, 21 mar. 2016.

GADAMER, H.-G. Verdade e método Vol. I: Traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica: Volume 1. Edição: 15a ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2015.

GEERTZ, C. Nova Luz Sobre a Antropologia. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

GOODY, J. O roubo da história. São Paulo: Editora Contexto, 2008.

GUARINELLO, N. Modelos Teóricos sobre a Cidade do Mediterrâneo Antigo. In: FLORENZANO, M. B. B.; HIRATA, E. Estudos Sobre a Cidade Antiga. Edição: 1a ed. São Paulo: EDUSP, 2010. p. 109–119.

HANSEN, M. H. Polis: An Introduction to the Ancient Greek City-State. 1 edition ed. Oxford ; New York: Oxford University Press, 2006.

HARTOG, F. Le miroir d’Hérodote: essai sur la représentation de l’autre. Nouv. Éd., rev. et augm ed. Paris: Gallimard, 2001. (Collection Folio Histoire, 101).

HARTOG, F. Memória De Ulisses - Narrativas Sobre A Fronteira Na Grécia Antiga 2Ed. Edição: 2 ed. Belo Horizonte: UFMG, 2014.

IGGERS, G.; WANG, Q. E.; MUKHERJEE, S. A Global History of Modern Historiography. 2 edition ed. London, New York: Routledge, 2016.

KIPLING, R. The white man’s burden. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2018.

KOSELLECK, R. Uma história dos conceitos: problemas teóricos e práticos. Revista Estudos Históricos, v. 5, n. 10, p. 134–146, 30 jul. 1992.

KRUFT, H.-W. História da Teoria da Arquitetura. Edição: 1a ed. São Paulo: EDUSP, 2015.

LEE, P. Em direção a um conceito de literacia histórica. Educar em Revista, v. 22, n. Especial, p. 131–150, 2006.

LEFRANÇOIS, D.; ÉTHIER, M.-A.; DEMERS, S. Savoirs disciplinaires scolaires et savoirs de sens commun ou pourquoi des « idées vraies » ne prennent pas, tandis que des « idées fausses » ont la vie dure. Les ateliers de l’éthique, v. 6, n. 1, p. 43, 2011.

LÉVI-STRAUSS, C. Race et histoire. Paris: Gonthier, 1961.

LISSARRAGUE, F. The Athenian image of the foreigner. In: HARRISON, T. Greeks and Barbarians. New York: Routledge, 2002. p. 101–124.

MARTINHO, F.; FREIRE, A. Intelectuais e marxismo no mundo lusófono. Recife/Rio de Janeiro: EDUPE/Autografia, 2019.

MBEMBE, A. Crítica da Razão Negra. Edição: 1 ed. Lisboa: Antígona Editores Refractários, 2018.

MBEMBE, A. Necropolítica. Arte & Ensaios, v. 2, n. 32, 2016. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2016.

MIGNOLO, W. D. Colonialidade: o lado mais escuro da modernidade. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 32, n. 94, p. 01, 2017.

MOERBECK, G. Burckhardt among Basel, Berlin and Athens. História Revista, v. 23, n. 3, p. 87–103, 2018a.

MOERBECK, G. Caminhos possíveis para o ensino de História Antiga na Educação Básica: discussões preliminares. In: BUENO, A. et al. Aprendizagens Históricas: debates e opiniões. União da Vitória/Rio de Janeiro: SobreOntens, 2018b. p. 140–150.

MOERBECK, G. Clivagens sociais e relações étnico-raciais: um estudo sobre a consciência histórica nos 7o e 8o anos do ensino Fundamental. Educação Básica Revista, v. 3, n. 2, p. 189–214, 6 jul. 2017.

MOERBECK, G. Dos Ensaios Racionalistas aos seus Novos Domínios: História, razão e marxismo em Ciro Flamarion Cardoso. In: MARTINHO, F.; FREIRE, A. Intelectuais e marxismo no mundo lusófono. Recife/Rio de Janeiro: EDUPE/Autografia, 2019. p. 78–112.

MOERBECK, G. História Antiga no ensino fundamental: Um estudo sobre a os mitos gregos antigos e a consciência histórica. Revista História Hoje, v. 7, n. 13, p. 225–247, 26 nov. 2018c.

MOERBECK, G. Jacob Burckhardt and his Athens or How to Shape an Authoritarian Democratic State. Classica - Revista Brasileira de Estudos Clássicos, v. 31, n. 2, p. 129–145, 30 dez. 2018d.

MOERBECK, G.; VELLOSO, L. Uma longa jornada da cidade antiga à contemporânea: escola, memória e cotidiano. Revista TransVersos, v. 0, n. 11, p. 144–157, 6 dez. 2017.

POUTIGNAT, P. Teorias da etnicidade seguido de os grupos étnicos. Edição: 1a ed. São Paulo, SP: Editora Unesp, 2006.

RICOEUR, P. A Memória, a História, o Esquecimento. Edição: 1a ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2018.

RÜSEN, J. (Org.). Time and History: The Variety of Cultures. 1 edition ed. New York: Berghahn Books, 2008.

SAID, E. W. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. São Paulo: Companhia de Bolso, 2007.

SANTOS, D. V. C. D. O ensino de História Antiga no Brasil e o debate da BNCC. Outros Tempos – Pesquisa em Foco - História, v. 16, n. 28, p. 128, 21 jul. 2019.

SETH, S. Razão ou Raciocínio? Clio ou Shiva? História da Historiografia, v. 6, n. 11, p. 173–189, 29 abr. 2013.

SILVA, G. J. DA; SILVA, V. F. DA. Ensino de História e mitologias indígenas: memórias e narrativas Kadiwéu (MS) e Wajãpi (AP). Revista Historiar, v. 9, n. 17, 27 jan. 2018. Disponível em: . Acesso em: 8 ago. 2018.

SPIVAK, G. C. Pode o Subalterno Falar? Edição: 1 ed. Belo Horizonte: UFMG, 2010.

STANISLAVSKI, C. A preparação do ator. Edição: 29a ed. Rio de Janeiro (RJ): Civilização Brasileira, 1994.

UNESCO (Org.). Rethinking education: towards a global common good? Paris: UNESCO Publishing, 2015.

VLASSOPOULOS, K. Greeks and barbarians. Cambridge, New York: Cambridge University Press, 2013.

VLASSOPOULOS, K. Unthinking the Greek Polis: Ancient Greek History beyond Eurocentrism. Reissue edition ed. Cambridge: Cambridge University Press, 2011.




DOI: https://doi.org/10.12957/transversos.2019.44729

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Autor concedendo à Revista Transversos o direito de primeira publicação.

REVISTA TRANSVERSOS - ISSN:2179-7528

Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais - UERJ

Campus Francisco Negrão de Lima - Pavilhão João Lyra Filho Rua São Francisco Xavier, 524 - 9° andar - Bloco D, sala 6.

http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/transversos