DESAFIOS DO ENSINO DE HISTÓRIA PARA ALUNOS SURDOS EM UMA ESCOLA INCLUSIVA DA BAIXADA FLUMINENSE

Paulo José Assumpção dos Santos, Silvio de Almeida Carvalho Filho, Celeste Azulay Kelman

Resumo


O presente artigo apresenta um diagnóstico de como ocorre a inclusão escolar de alunos surdos a partir da perspectiva de professores de História de uma escola polo localizada no município de Duque de Caxias (RJ). Foram coletados depoimentos dos docentes utilizando-se de procedimentos próprios à História Oral. A análise das fontes orais obtidas permitiu a identificação dos entraves ao ensino de História para educandos surdos incluídos. Não se pretende aqui rechaçar a inclusão. A proposta é subsidiar o debate a respeito dos problemas a ela relacionados, a fim de que possam ser devidamente enfrentados.

 


Palavras-chave


inclusão; surdos; ensino de História; problemas da Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERTI, Verena. Manual de História Oral. 3. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2013.

ALMEIDA, Simone D’Avila. A utilização da pedagogia visual no ensino de alunos surdos: uma análise do processo de formação de conceitos científicos. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISADORES EM EDUCAÇÃO ESPECIAL. 8., 2013, Londrina. Anais eletrônicos... Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2013, p. 3626-3635. Disponível em: . Acesso em: 02 jun. 2018.

APESAR de avanços, surdos ainda enfrentam barreiras de acessibilidade. Governo do Brasil, Cidadania e Justiça, 28 set. 2016. Disponível em: . Acesso em 21 jun. 2018.

AZEVEDO, Patrícia Bastos de; MATTOS, Camila Oliveira. Ensino de história para alunos surdos: a construção de conhecimento histórico a partir de sequências didáticas. Revista Per Cursos, Florianópolis, v. 18, n. 38, p. 112-133, set./dez. 2017.

BALANÇO GERAL RJ. Pais denunciam péssimas condições de escola em Duque de Caxias. Portal R7, Rio de Janeiro, 25 jun. 2018. Disponível em: . Acesso em: 26 jun. 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Promulgada em 5 de outubro de 1988. Disponível em: . Acesso em: 23 nov. 2017.

______. Decreto n.º 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Disponível em: . Acesso em 19 abr. 2018.

______. Decreto n.º 7.611, de 17 de novembro de 2011. Dispõe sobre a educação especial, o atendimento educacional especializado e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2018.

______. IBGE. Censo Demográfico, 2010. Disponível em: . Acesso em 25 abr. 2018.

______. Lei n.º 9.394, de 20 de desembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: . Acesso em 05 abr. 2018.

______. Lei n.º 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 11 mai. 2018.

______. Lei n.º 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em 19 abr. 2018.

______. Lei n.º 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm>. Acesso em 19 abr. 2018.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. Diretoria de Políticas da Educação Especial. Atualização da Política Nacional de Educação Especial. Brasília: MEC, 2018. Apresentação de slides.

______. Resolução CNE/CEB n.º 2, de 11 de fevereiro de 2001 – Institui Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Disponível em: . Acesso em: 11 mai. 2018.

______. Resolução CNE/CEB n.º 4, de 2 de outubro de 2009 – Institui Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2018.

______. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: história. Brasília: MEC/SEF, 1998.

CAIMI, Flávia Eloisa. Geração Homo zappiens na escola: os novos suportes de informação e a aprendizagem histórica. In: MAGALHÃES, Marcelo; ROCHA, Helenice; RIBEIRO, Jayme Fernandes; CIAMBARELLA, Alessandra. (Orgs.) Ensino de História: usos do passado, memória e mídia. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2014, p. 165-183.

______. O que precisa saber um professor de História? História & Ensino, Londrina, v. 21, n. 2, p. 105-124, jul./dez. 2015.

BRITO, Larissa da Silva; KELMAN, Celeste Azulay. Sons em um sentir singular: um refletir pedagógico sensível sobre educação musical a estudantes surdos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL, 7., 2016, São Carlos. Anais eletrônicos... Campinas: Galoá, 2018. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. 2018.

CALIXTO, Hector Renan da Silveira; RIBEIRO, Amélia Escotto do Amaral. A educação de surdos em Duque de Caxias: marcos históricos. Revista Periferia, Duque de Caxias, v. 8, n. 2, p. 45-65, jul./dez. 2016.

COELHO, Cristina M. Madeira. Inclusão Escolar. In: MACIEL, Diva Albuquerque; BARBATO, Silviane. Desenvolvimento humano, educação e inclusão social. 2. ed. rev. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2015, p. 59-76.

COSTA, Renata dos Santos; KELMAN, Celeste Azulay. A atuação do professor intérprete de Libras em escolas do estado do Rio de Janeiro. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL, 7., São Carlos, 2016. Anais eletrônicos... Campinas: Galoá, 2018. Disponível em: < https://proceedings.galoa.com.br/cbee7/trabalhos/a-atuacao-do-professor-interprete-de-libras-em-escolas-do-estado-do-rio-de-janeiro>. Acesso em: 20 mai. 2018.

BALANÇO GERAL RJ. Pais denunciam péssimas condições de escola em Duque de Caxias. Portal R7, Rio de Janeiro, 25 jun. 2018. Disponível em: . Acesso em: 26 jun. 2018.

DELOU, Cristina Maria Carvalho. Diversidade e inclusão: articulações. In: LIMA, Neuza Rejane Wille; DELOU, Cristina Maria Carvalho. Pontos de vista em diversidade e inclusão. Niterói: Associação Brasileira de Diversidade e Inclusão (ABDIn), 2016, p. 6-14.

FERREIRA, Marieta de Moraes; AMADO, Janaína (Org.). Usos & abusos da história oral. 8. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

GELANI, Felipe. Com redução salarial e pagamentos atrasados, professores de Duque de Caxias protestam. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 07 ago. 2017. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2018.

KELMAN, Celeste Azulay. Significação e aprendizagem do aluno surdo. In: MARTINEZ, Albertina Mitjáns-Martinez; TACCA, Maria Carmen (Org.). Possibilidades de aprendizagem: ações pedagógicas para alunos com dificuldades e deficiências. Campinas: Alínea, 2011, v. 01, p. 173-206.

______; BUZAR, Edeilce Aparecida Santos. A (in) visibilidade do aluno surdo em classes inclusivas: discussões e reflexões. Espaço, p. 4-13, Rio de Janeiro: INES, n. 37, jan./jun. 2012.

MESQUITA, Vanda Sarmento Borges et al. A exclusão do incluído: a busca pelo equilíbrio. Fazendo História. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, ano 2, n. 3, p. 39-47, 2009.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2010.

MONTEIRO, Ana Maria Ferreira da Costa. Professores de história: entre saberes e práticas. 2. ed. Rio de Janeiro: Mauad X, 2010.

NEVES, Gabriele Vieira. Ensino de História para alunos de Ensino Médio: desafios e possibilidades. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO – EDUCERE III, 9, 2009, Curitiba. Anais... Curitiba: PUCPR, 2009, p. 7903-7912.

OLIVEIRA, Liliane Assumpção. Fundamentos históricos, legais e biológicos da surdez. Curitiba: IESDE Brasil S. A., 2012.

PADOVANI NETTO, Ernesto. Ensino de História, oralidade, alteridade e surdez. In: BUENO, André; CREMA, Everton; ESTACHESKI, Dulceli; NETO, José Maria (Org.). Um pé de História: estudos sobre aprendizagem histórica. Rio de Janeiro/União da Vitória: Edição Especial Ebook LAPHIS/Sobre Ontens, 2017c, p. 97-99.

PEREIRA, Carlos Cesar Almeida Furquim; POKER, Rosimar Bortolini. O ensino de História para surdos: análise da situação de escolas especiais e de escolas regulares. Espaço. Rio de Janeiro: INES, n. 38, p. 73-78, jul./dez. 2012.

PINHO, Angela; MARIANI, Daniel. Redução de ‘novos surdos’ e evasão explicam tema da redação do Enem. Folha de S. Paulo, São Paulo, 10 nov. 2017, Educação. Disponível em: . Acesso em: 08 jun. 2018.

POLLAK, Michael. Memória, Esquecimento, Silêncio. Revista Estudos Históricos, v. 2, n. 3, p. 3-15, 1989.

PREFEITURA MUNICIPAL DE DUQUE DE CAXIAS. Secretaria Municipal de Educação. Escola Municipal Santa Luzia. Aos professores regentes da Escola Santa Luzia. [Sugestões didáticas para professores de alunos surdos]. Duque de Caxias, [2007?]. Mimeo.

______. Secretaria Municipal de Educação. Escola Municipal Santa Luzia. Integração escolar do aluno surdo. Duque de Caxias, [200-?]. Mimeo.

______. Secretaria Municipal de Educação. Escola Municipal Santa Luzia. Orientações aos professores de alunos surdos. Duque de Caxias, 2013. Mimeo.

______. Secretaria Municipal de Educação. Escola Municipal Santa Luzia. PPP - Projeto Político Pedagógico. Duque de Caxias, 2017.

______. Secretaria Municipal de Educação. Subsecretaria de Planejamento Pedagógico. Coordenadoria de Educação Especial. Diretrizes de atendimento da Educação Especial de Duque de Caxias. Duque de Caxias, 2014. Mimeo.

QUATRO alunos ficam feridos após queda de reboco em escola da Baixada. Extra, Rio de Janeiro, 16 jul. 2016. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2018.

RJ1. Falta de intérprete de libras deixa alunos sem aprender na rede municipal. G1. Rio de Janeiro: Rede Globo, 5 jul. 2017. Disponível em: . Acesso em: 31 jul. 2017.

______. Pais de alunos surdos de Caxias denunciam falta de intérprete de libras. Globoplay. Rio de Janeiro: Rede Globo, 02 mai. 2018. Disponível em: . Acesso em: 10 mai. 2018.

RODRIGUES, Sara dos Santos; MEIRELES, Rosana Maria do Prado Luz. Por que ensinar Libras para alunos ouvintes na escola regular inclusiva? In: FRANCISCO, Gildete da Silva Amorim Mendes; SÁ, Tatiane Militão de (Orgs.). Língua Brasileira de Sinais: produzindo conhecimento e integrando saberes. Rio de Janeiro: UFF, 2017, p. 155-174.

SACKS, Oliver. Vendo vozes: uma viagem ao mundo dos surdos. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

SANCHES, Danielle. História silenciosa. Revista de História da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro: Sociedade de Amigos da Biblioteca Nacional, 12 set. 2007. Disponível em: . Acesso em: 12 fev. 2017.

SIBILIA, Paula. Redes ou paredes. A escola em tempos de dispersão. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

SKLIAR, Carlos. Os Estudos Surdos em Educação: problematizando a normalidade. In: SKLIAR, Carlos (Org.). A surdez: um olhar sobre as diferenças. 8. ed. Porto Alegre: Mediação, 2016, p. 7-32.

TEZOLIN, Heloísa Tamiris Oliveira. O ensino de História para as alunas e alunos com deficiência auditiva no município de Guarabira (PB): uma experiência inclusiva (?). 2014. 24 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em História) – Departamento de História, Universidade Estadual da Paraíba, Guarabira, 2014.

UGRINOWITSCH, Mônica. Reflexões de uma professora de História sobre o desenvolvimento linguístico em alunos surdos e ouvintes. Arqueiro, Rio de Janeiro: INES, v. 7, p. 31-39, jan./jun. 2003.

VERRI, Célia Regina; ALEGRO, Regina Célia. Anotações sobre o processo de ensino e aprendizagem de história para alunos surdos. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, n. 2, p. 97-114, 2006.

VICENTINO, Cláudio; VICENTINO, José Bruno. Projeto Mosaico: história: anos finais: ensino fundamental. São Paulo: Scipione, 2015.

YOKOYAMA, Lia Cazumi. Reflexões sobre o ensino de história para alunos surdos. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 23., 2005, Londrina. Anais do XXIII Simpósio Nacional de História – História: guerra e paz. Londrina: ANPUH, 2005.




DOI: https://doi.org/10.12957/transversos.2019.42054

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Autor concedendo à Revista Transversos o direito de primeira publicação.

ISSN:2179-7528