ESCOLHAS ESCOLARES DOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR:PERFIS E DIFERENCIAÇÃO SOCIAL

Edgar Essuvi de Oliveira Jacob

Resumo


Neste artigo, analisaremos as escolhas escolares dos estudantes que ingressam no ensino superior. Para tal convocam‑se um conjunto de dados recolhidos a partir de uma amostra de 973 questionários aplicados a estudantes de licenciatura do 1º ano distribuídos por 4 instituições de ensino superior localizadas nas províncias da Huíla e Luanda.

Os dados analisados indicam que a escolha da área de formação é marcada por processos de elitização em função das origens sociais e das trajetórias escolares. Quanto mais elevado for o capital económico e escolar da família de origem, maior é a percentagem de estudantes que opta por áreas mais prestigiadas, como ciências, engenharias e tecnologias. A opção por ciências da educação é mais frequente entre os estudantes detentores de um percurso escolar marcado por múltiplas interrupções e reprovações.


Palavras-chave


escolhas escolares, ensino superior, estudantes universitários

Texto completo:

PDF

Referências


BALL, Stephanie. Classes sociais. In VAN Zanten Agnès (Org.) Dicionário de Educação. Petrópolis: Vozes Editora, 2011.p.111-116.

BALSA, Casimiro; SIMÕES José Alberto; NUNES Pedro; CARMO Renato do; CAMPOS Ricardo. Perfil dos Estudantes do Ensino Superior. Desigualdades e Diferenciação. Lisboa: Edições Colibri, 2001.

BOUDON, Raymond. A Desigualdade de Oportunidades. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1981.

BOURDIEU, Pierre, PASSERON Jean-Claude. Los Herederos: Los estudiantes y la cultura, Argentina: Siglo Veintiuno Editores, 2006.

CARVALHO, Paulo de. Evolução e crescimento do ensino superior em Angola. Revista Angolana de Sociologia, n. 9, p. 51-67, jun, 2012.

CASEIRO, Luiz Carlos Zalaf. Desigualdades de Acesso à Educação Superior no Brasil e O plano Nacional de Educação. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2016.

CUPITO, Emily; LANGSTEN Ray. Inclusiveness in higher education in Egypt. Higher Educantion, v. 62, n. 2, p. 183-197, aug, 2011.

DURU-BELLAT, Marie; KIFFER, Annick; REIMER David. Patterns of social inequalities in acess to higher education in France and Germany. International Journal of Comparative Sociology, v. 49, n.4-5, p.347-368, aug, 2008.

GIDDENS, Anthony. Modernidade Identidade Pessoal. Oeiras: Celta Editora, 1994.

KANDINGI, Adelina Alexandra Carlos Pio de. A Expansão do Ensino Superior em Angola. Um Estudo sobre Impacte das Instituições de Ensino Superior Privado, (Tese de Doutoramento em Ciências da Educação), Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH), 2016.

MACHADO, Fernando Luís; COSTA António Firmino da; MAURITTI Rosário, MARTINS Susana da Cruz; CASANOVA José Luís; ALMEIDA João Ferreira de. Classes sociais e estudantes universitários: origens, oportunidades e orientações. Revista Critica de Ciências Sociais, v. 66, p.45-80, out, 2003.

MES – MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR DE ANGOLA. Anuário Estatístico 2016.Luanda:MES, 2016.

NETO, Arnaldo Lopo Mont’Alvão. Tendências das desigualdades de acesso ao ensino superior no Brasil: 1982-2010. Educação & Sociedade, v. 35, n.127, p. 417 441, abr jun, 2014.

PINTO, José Marcelino de Resende. (2004), O acesso à educação superior no Brasil. Educação & Sociedade, v. 25, n. 88, p. 417-441, out, 2004.

REIMER, David; POLLAK, Reinhard. The impact of social origin on the transition to tertiary education in West Germany 1983 and 1999”. Working Paper, nº 85, Mannheim: MZES, 2005.

SIANOU‐KYRGIOU, Eleni; TSIPLAKIDES Iakovos. Similar performance, but different choices: social class and higher education choice in Greece, Studies. Higher Education, v.36, n. 1, p. 89-102, feb, 2011.

SILVA, Cristina Gomes da. Escolhas Escolares, Heranças Sociais, Oeiras: Celta Editora, 1999.

TILAK, Jandhyala B.G. How inclusive is higher education in India?. Social Change, v. 45, n. 2, p. 185-223, Jun, 2015.

VAN ZANTEN, Agnès. Individualisme et solidarité dans les choix éducatifs des familles. In PAUGAM, S. (Org.) Repenser la Solidarité au XX Siècle. París: PUF, 2007. p. 705 720.

VIANA, Maria José Braga. Longevidade escolar em famílias de camadas populares. Algumas condições de possibilidade. In NOGUEIRA Maria Alice; ROMANELLI Geraldo; ZAGO Nadir (Orgs.). Família e Escola. Trajetórias de e Escolarização em Camadas Médias e Populares. Petrópolis: Vozes Editora, 2000. p. 45 60.

WIESE, M. N; HEERDEN Van; JORDAN Y.; NORTH, E. A marketing perspective on choice factors considered by South African first-year students in selecting a higher education institution a higher education institution. Southern African Business Review, v. 13, n.1, p.39 60, Apr, 2009.




DOI: https://doi.org/10.12957/transversos.2019.42033

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Autor concedendo à Revista Transversos o direito de primeira publicação.

REVISTA TRANSVERSOS - ISSN:2179-7528

Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais - UERJ

Campus Francisco Negrão de Lima - Pavilhão João Lyra Filho Rua São Francisco Xavier, 524 - 9° andar - Bloco D, sala 6.

http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/transversos