O ensino de história e cultura indígena e afro-brasileira: mudanças e desafios de uma década de obrigatoriedade

Renata Figueiredo Moraes, Sabrina Machado Campos

Resumo


O texto pretende fazer um balanço sobre as mudanças e os desafios da implementação das leis nº 10639 (2003) e nº11645 (2008), que estabeleceu a obrigatoriedade do ensino de história e cultura africana, afrobrasileira e indígena em todo o currículo escolar da educação básica. Para tal, foram analisados materiais didáticos do ensino médio e um questionário respondido pelos alunos da graduação em história da UERJ. Assim, foi percebido que, apesar de mais de uma década das legislações, elas ainda não são contempladas nos currículos escolares de modo satisfatório, assim como nos materiais de apoio, como os livros didáticos. Nesse sentido, apesar de reconhecer a relevância das leis, é importante salientar que os atores envolvidos - professores, movimentos sociais, alunos, universidades- precisam pressionar e acompanhar sua aplicabilidade, um vez que a sua implementação contribuiria para combater o racismo, o preconceito,  a discriminação, os estereótipos, com o objetivo de construir uma escola/sociedade pautada no respeito à diversidade e à pluralidade.


Palavras-chave


livro didático; história e cultura africana, História e cultura indígena; legislações.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria Regina Celestino. “Comunidades indígenas e Estado Nacional: histórias, memórias e identidades em construção (Rio de Janeiro e México – séculos XVIII e XIX)”. In: ABREU, M; SOIHET, R; GONTIJO, R (orgs). Cultura política e leituras do passado: historiografia e ensino de história. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.

ALVES, J. A. “A conferência de Durban contra o racismo e a responsabilidade de todos”. Revista Brasileira Política Internacional. Brasília, v. 45, n. 2, p. 198-223, 2002.

ARAUJO, Ana Valéria. Povos indígenas e a lei dos “brancos”: o direito à diferença. Coleção Educação para todos. Brasília: MEC, 2006.

FARIA, Ricardo de Moura. História. Minas Gerais: Ed. Lê, 1993.

FARIA, Ricardo de Moura; MIRANDA, Mônica Liz; CAMPOS, Helena Guimarães. Estudos da História, Volume 1, 1ª ed. São Paulo: FTD, 2010.

FERNANDES, Fernando Roque. “Cidadanização e etnogêneses no Brasil: apontamentos a uma reflexão sobre as emergências políticas e sociais dos povos indígenas na segunda metade do século XIX”. Revista Estudos históricos, Rio de Janeiro, v. 31, nº 63, p. 71-88, 2018.

GONÇALVES, Maria das Graças. “Subjetividade e Negritude”. Cadernos Penesb, Niterói, n.12, p.365-379, 2013.

LIMA, Monica. “História da África”. Cadernos Penesb, Niterói, n.12, p.21-62, 2013.

MONTEIRO, Ana Maria. “professores e livros didáticos: narrativas e leituras no ensino de História”. In: REZNIK, Luiz (org.). A história na escola: autores, livros e leituras. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2009.

MUNAKATA, Kazumi. “o livro didático e o professor: entre a ortodoxia e a apropriação”. In: MONTEIRO, Ana Maria; GASPARELLO, Arlete; MAGALHÃES, Marcelo (org.) Ensino de História: sujeitos, saberes e práticas. Rio de Janeiro: Mauad/Faperj, 2007, p. 137-147.

OLIVEIRA, Iolanda de; SACRAMENTO, Monica Pereira do. “Raça, Currículo e Práxis Pedagógica: Relações Raciais e Educação: O diálogo teoria/prática na formação de profissionais do magistério”. Niterói, n.12, p.199-280, 2013.

OLIVEIRA, Luiz Fernandes de; LINS, Monica Regina Ferreira. “Eu e o outro: professor como artesão da interculturalidade”. In: MIRANDA, Claudia. (et. al). Relações étnico-raciais na escola: desafios teóricos e práticas pedagógicas após a lei n. 10639. Rio de Janeiro: Quarte/Faperj, 2012.

SANTOS, Lorene dos. “Ensino de história e cultura africana e afro-brasileira e educação das relações étnico-raciais: um olhar para os saberes e práticas escolares e docentes”. In: XAVIER, G. Histórias da escravidão e do pós-abolição para as escolas. Cruz das almas: EDUFRB, BH: Fino Traço, 2016.

SILVA, Rosa Helena Dias da. “Educação como exercício de diversidade: uma reflexão sobre pesquisas no campo da educação (escolar) indígena”. In: GRACINDO, R. V. (org.). Educação como exercício da diversidade: estudos em campos de desigualdades sócio-educacionais. Brasília, DF: Liber livro, 2007.

SILVEIRA, Thaís Elisa da. “Indígenas em contexto urbano e o ensino de história”. Revista PerCursos, Florianópolis, v. 18, nº 38, p. 87-111, set/dez, 2017.

SOUZA, Maria Elena Viana. “Educação étnico-racial brasileira: uma forma de educar para a cidadania. In: MIRANDA, Claudia. (et. al). Relações étnico-raciais na escola: desafios teóricos e práticas pedagógicas após a lei n. 10639. Rio de Janeiro: Quarte/Faperj, 2012, p. 119-156.

VAINFAS, Ronaldo (et. at.) História 1: Ensino Médio. São Paulo: Saraiva, 2016.




DOI: https://doi.org/10.12957/transversos.2018.35855

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Autor concedendo à Revista Transversos o direito de primeira publicação.

ISSN:2179-7528