Patrimônios possíveis: modernidade e colonialidade no campo do patrimônio

Luciana Christina Cruz e Souza

Resumo


DOI: 10.12957/transversos.2017.27530

Refletimos sobre o técnico-especialista no trato com o patrimônio com o objetivo de estimular um debate acerca da colonialidade no campo do patrimônio e as possibilidades de constituição de novos paradigmas para a preservação do patrimônio cultural. Consideramos, para a reflexão, a tradição de uma predominância intelectual de determinados códigos e uma concentração de agentes provenientes de específicas áreas que se revelam responsáveis, ou se consideram aptos à condução da seleção de bens culturais e das práticas de preservação desses bens. Este artigo convida a refletir sobre as relações de colonialidade que atravessam o campo do patrimônio e as possibilidades de novas e outras construções teóricas e práticas.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/transversos.2017.27530

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

REVISTA TRANSVERSOS - ISSN:2179-7528

Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais - UERJ

Campus Francisco Negrão de Lima - Pavilhão João Lyra Filho Rua São Francisco Xavier, 524 - 9° andar - Bloco D, sala 6.

http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/transversos