A apropriação da história como ferramenta de marketing

Márcia Paula Migliacci

Resumo


DOI: 10.12957/transversos.2016.25601

Este texto trata da apropriação da História pelo marketing turístico, função que tem, entre outros objetivos, o de promover e divulgar um destino. Para analisar o uso dos textos históricos para esse fim se baseia  nas questões colocadas pelo livro de Roger Chartier, História Cultural – entre Práticas e Representações. Neste livro, Chartier analisa um conjunto de práticas e objetos culturais e reflete sobre o ofício de historiador.  Este artigo trata das questões referentes ao conceito de representação, discutido no livro, e sua relação com o real.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/transversos.2016.25601

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

REVISTA TRANSVERSOS - ISSN:2179-7528

Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais - UERJ

Campus Francisco Negrão de Lima - Pavilhão João Lyra Filho Rua São Francisco Xavier, 524 - 9° andar - Bloco D, sala 6.

http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/transversos