A CIDADE DE ROMA (RE)VISTA EM CLARO, FILME “TRICONTINENTAL” DE GLAUBER ROCHA

Anderson Jorge Pereira Bessa

Resumo


O cineasta Glauber Rocha, por meio de uma série de textos e filmes, buscou instituir uma cinematografia própria ao“Terceiro Mundo”, a qual foi concebida e praticada por meio do que denominou“Cinema Tricontinental”. Claro, filmado em Roma, em 1975, sintetiza alguns dos principais questionamentos vinculados àquela proposta, qual seja, a de ativar um cinema político voltado ao “Terceiro Mundo”, no qual a denúncia da opressão imperialista é fator crucial.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

REVISTA TRANSVERSOS - ISSN:2179-7528

Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais - UERJ

Campus Francisco Negrão de Lima - Pavilhão João Lyra Filho Rua São Francisco Xavier, 524 - 9° andar - Bloco D, sala 6.

http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/transversos