ANTROPOFAGIA COMO MITO DE CONTROLE

Tecia Vailati

Resumo


A antropofagia proposta por Oswald de Andrade dialoga com diversas formas de se conceber história, natureza e civilização.Em seu Manifesto Antropófago de 1928,Andrade monta uma estrutura na qual esses conceitos permanecem sustentados por binarismos que por sua vez se mantêm em um movimento dinâmico, em um jogode tensões e valorações que acaba por desestabilizar o discurso dominante de evolução da civilização como linear e irrepetível. Visto que surge em um momento-chave em que as experiênciasdos novos meios de produção, novos materiais e o novo ritmo ditados pela industrialização começam a transformar a vida nos grandes centros urbanos brasileiros, a antropofagia pode ser lida através das teorias de Walter Benjamin sobre as relações da arte com a industrialização e os efeitos desta na sociedade e na vida cotidiana.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

REVISTA TRANSVERSOS - ISSN:2179-7528

Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais - UERJ

Campus Francisco Negrão de Lima - Pavilhão João Lyra Filho Rua São Francisco Xavier, 524 - 9° andar - Bloco D, sala 6.

http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/transversos