AFRICANOS NA AMAZÔNIA COLONIAL: NOTAS SOBRE FUGAS, MOCAMBOS E INSOLÊNCIAS NAS TERRAS DO GRÃO-PARÁ E MARANHÃO (1707-1750)

Benedito Carlos Costa Barbosa

Resumo


Este artigo, baseado em documentos arquivistas, visa analisar algumas experiências africanas no antigo Estado do Maranhão e Grão-Pará no período de 1707-1750, em destaque as fugas, a formação de mocambos e as insolências. Para detê-los, as autoridades coloniais articulavam medidas de repressão, a exemplo das diligências, encarregadas de destruir mocambos e apreender escravos.Entretanto, essas práticas tornaram-se constante na região amazônica no decorrer da colonização e sobreviveram ao sistema escravista.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

REVISTA TRANSVERSOS - ISSN:2179-7528

Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais - UERJ

Campus Francisco Negrão de Lima - Pavilhão João Lyra Filho Rua São Francisco Xavier, 524 - 9° andar - Bloco D, sala 6.

http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/transversos