NASCIDOS NO GRÊMIO DA SOCIEDADE? NEGROS, ÍNDIOS E TAPUIAS NO MUNDO DO TRABALHO NA PROVÍNCIA DO AMAZONAS (1850-1889)

Tenner Inauhiny Abreu

Resumo


O presente artigo analisa a partir de fontes oficiaisa presença de trabalhadores escravos e livres nãobrancos (negros, índios e tapuias) na Província doAmazonas (1850-1889). O caráter multiétnico dasociedade provincial no Amazonas é detectado apartir de documentos oficiais onde a mestiçagem éalém de fenômeno biológico cultural. A primeiraparte do artigo analisa a presença e contribuiçãodo negro para o mundo do trabalho no Amazonasoitocentista. A segunda parte tenta descrevercomo a sociedade classificava indivíduos deorigem étnica indígena e os tapuias. A terceiraparte analisa a contribuição do intelectualparaense José Veríssimo Dias Mattos e como estepensador defendia a mestiçagem biológica para aregião Amazônica. A quarta parte do artigo tratados dados presentes a respeito da população daprovíncia do Amazonas nos documentos oficiais(recenseamento de 1872, relatórios dospresidentes de província; junta de classificação deescravos na cidade de Manaus de 1873).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

REVISTA TRANSVERSOS - ISSN:2179-7528

Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais - UERJ

Campus Francisco Negrão de Lima - Pavilhão João Lyra Filho Rua São Francisco Xavier, 524 - 9° andar - Bloco D, sala 6.

http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/transversos