O SORRISO DA PORTA-BANDEIRA: RITUAL, SIMBOLISMO E PERFORMANCES NO MUNDO DO SAMBA CARIOCA

Fábio Pavão

Resumo


A vida urbana, especialmente nas grandes cidades, está repleta de “mundos sociais” que cultivam seus próprios valores e rituais, compartilhados por aqueles que estão inseridos em suas redes de sociabilidade. Isso desafia as velhas dicotomias que tentam classificar os grupos urbanos, pois demonstra que a realidade das cidades, longe das tentadoras homogeneizações, é culturalmente múltipla e plural. Este artigo procura descrever e compreender o simbolismo que envolve um ritual que, com poucas variações, se repete em cada uma das escolas de samba do Rio de Janeiro, sendo perfeitamente conhecido pelos sambistas, mas desconhecido de grande parte do público, mesmo que muitos vivam próximo às quadras de ensaio das agremiações carnavalescas.


Palavras-chave


ESCOLA DE SAMBA; RITUAL; SIMBOLISMO

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/tecap.2016.30988

Apontamentos

  • Não há apontamentos.