ERA UMA VEZ NO QUILOMBO: NARRATIVAS SOBRE TURISMO, AUTENTICIDADE E TRADIÇÃO ENTRE ARTESÃS DE ALCÂNTARA (MA)

Raquel Gomes Noronha

Resumo


DOI: http://dx.doi.org/ 10.12957/tecap.2015.16351

Neste texto percorro categorias como autenticidade, comoditização e tradição à luz de alguns autores que pertencem ao campo da antropologia do turismo e apresentam importantes chaves para entender a produção e o consumo artesanal em Alcântara. O que significa comprar um produto artesanal produzido por uma comunidade quilombola? Como as artesãs interpretam e operacionalizam, em seus cotidianos, o interesse dos outros por seu artesanato, considerando este último um recurso metonímico que substitui sua própria identidade étnica?


Palavras-chave


ARTESANATO; IDENTIDADE ÉTNICA; COMODITIZAÇÃO

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/tecap.2015.16351

Apontamentos

  • Não há apontamentos.