O POPULAR E O CONTEMPORÂNEO NO MUSEU DE ARTE: COLEÇÕES E NARRATIVAS

Emerson Dionisio Gomes de Oliveira

Resumo


<doi>10.12957/tecap.2014.16237

O presente artigo apresenta o modo como o Museu de Arte e de Cultura Popular da UFMT e outras instituições museológicas do Centro-Oeste administraram acervos com a presença de obras de arte classificadas como “contemporâneas” e “populares”. A relação entre os dois vocabulários artísticos foi marcada com a transformação da cena artística da região por meio da negociação e do diálogo entre valores artísticos e patrimoniais exógenos e os agentes culturais locais, preocupados em emancipar e legitimar uma história da arte local.


Palavras-chave


ARTE CONTEMPORÂNEA; ARTE POPULAR; MUSEU DE ARTE

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/tecap.2014.16237

Apontamentos

  • Não há apontamentos.