CARNAVAL DE URUGUAIANA: O SAMBA DA FRONTEIRA PEDE PASSAGEM!

Fábio Pavão

Resumo


DOI: http://dx.doi.org/10.12957/tecap.2011.10386

Desde a década de 1930 o samba e, consequentemente, as escolas de samba do Rio de Janeiro se tornaram referência para o surgimento e a organização de manifestações culturais semelhantes em várias partes do Brasil. Este artigo procura mostrar o simbolismo do espetáculo das escolas de samba na cidade de Uruguaiana, na fronteira oeste do Rio Grande do Sul, especialmente em suas interações com a cultura tradicionalista e as singularidades do carnaval em região fronteiriça.


Palavras-chave


REGIONALISMO, TRADICIONALISMO, IDENTIDADE, CARNAVAL

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/tecap.2011.10387

Apontamentos

  • Não há apontamentos.