A SIGNIFICAÇÃO DA INFÂNCIA EM DOCUMENTOS DO MST

Márcia Mara Ramos

Resumo


O presente artigo tem por objetivo analisar, a significação da infância e da criança em documentos do MST e sistematizar um conjunto de documentos que auxiliam na compreensão do processo de construção do sujeito coletivo Sem Terrinha. Defende-se que buscar compreender a significação da infância Sem Terra para o MST pode nos permitir apontar para a inclusão da categoria infância e do sujeito criança no debate acerca dos movimentos contra hegemônicos ao sistema capitalista, mesmo que esses movimentos estejam prioritariamente protagonizados pelos sujeitos adultos de seus grupos sociais.  O método de pesquisa consistiu no levantamento de documentos sobre a infância que o MST produziu nos 29 anos de luta pela terra e análise da presença da criança no processo de luta social.

Palavras chaves: Significação; Infância Sem Terra; Coletividade; Ciranda Infantil


Texto completo:

73 - 95


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2013.8163



ISSN: 1980-4490

 Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional     Portal de Periódicos da CAPES