TROPICALIDADE E INTENCIONALIDADE EM LIVROS DIDÁTICOS DE GEOGRAFIA: UMA LEITURA DAS OBRAS DE AROLDO DE AZEVEDO, ELIAN ALABI LUCCI E MELHEM ADAS

Bruno Falararo de Mello, João Pedro Pezzato

Resumo


Este trabalho é fruto de pesquisa que relaciona o currículo de Geografia, em especial os conteúdos da climatologia escolar em livros didáticos do Ensino Médio, com as ciências de referência. Para tanto, foram selecionados autores de livros didáticos representativos da Geografia escolar brasileira entre as décadas de 1960 e 2010, com o objetivo de proceder a uma leitura crítica acerca dos conteúdos de climatologia veiculados em suas obras didáticas. Na perspectiva metodológica do paradigma indiciário, este artigo trata, especificamente, de divulgar as análises a respeito da tropicalidade brasileira evidenciada sob a óptica de três autores nacionais – Aroldo de Azevedo, Elian Alabi Lucci e Melhem Adas –, cujos discursos evidenciam seus alinhamentos. Foi possível observar que o tema é objeto de destaque nos três livros didáticos e que as ideias que sustentam as posições de Aroldo e Elian sobre o clima tropical são semelhantes. Ambos apontam que o clima tropical é essencialmente danoso ao desenvolvimento nacional. Contudo, Melhem Adas adota posição oposta aos demais autores.


Texto completo:

158-168


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2020.52514



ISSN: 1980-4490

Periódicos Capes Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional