PESQUISA E PRÁTICA DE ENSINO EM GEOGRAFIA: PRODUÇÃO TEXTUAL AUTORAL E AUTONOMIZAÇÃO DE SABERES

Luyanne Catarina Lourenço de Azevedo, Denizart da Silva Fortuna

Resumo


A produção textual autoral foi uma das atividades desenvolvidas na monitoria e nos estágios de Pesquisa e Prática de Ensino em Geografia II e IV, compreendendo que tal produção é condição essencial para o processo formativo de futuros professores. Além da mediação do conhecimento geográfico, confeccionar tais textos cumpre a função de recurso pedagógico para as(os) próprias(os) licenciandas(os) nesses estágios. O foco foi apresentar a produção de textos didáticos autorais enquanto possibilidade de (re)criação de sentidos e conceitos diante das diferentes realidades escolares por meio de múltiplas linguagens. Presente em qualquer espaço educativo, a linguagem pressupõe produção de sentidos e de discurso compreendido como significação. A cultura igualmente depende da simbolização e consequentemente do discurso e da linguagem, ou seja, eles estão inter-relacionados. Com livre escolha referente aos gêneros discursivos, os discentes analisaram distintas obras didáticas e paradidáticas para a elaboração dos seus textos, tendo em mente que conceitos carregam significados, e que esta produção requer, além da pesquisa, atenção para o tipo de discurso presentes nos materiais. O incentivo a esta experiência se faz essencial, uma vez que a partir de realidades escolares diversas desenvolve-se a autonomia necessária para a elaboração de conteúdos curriculares contextualizados.


Texto completo:

20-30


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2019.40933



ISSN: 1980-4490

Periódicos Capes Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional