QUALIDADE AMBIENTAL DO RESERVATÓRIO CAJÁ, TABOLEIRO GRANDE (RN)

Francisco Ericardo do Nascimento, Josiel de Alencar Guedes

Resumo


O reservatório Cajá é o manancial responsável por abastecer a cidade de Taboleiro Grande mas, atualmente, sofre com alguns problemas relacionados ao uso e ocupação do entorno, além da diminuição do volume em função da baixa precipitação pluviométrica na região do Alto Oeste Potiguar. O objetivo deste trabalho foi realizar uma análise da qualidade ambiental do reservatório Cajá, localizado no município de Taboleiro Grande (RN). A metodologia de abordagem consistiu em leitura de parâmetros de qualidade de água com aparelho multiparâmetro, levantamento pontuais de impactos ambientais, e entrevistas com a população local sobre questões relacionadas ao uso e qualidade das águas do reservatório, tendo como principal foco a percepção ambiental dos munícipes. Os parâmetros utilizados para analisar a qualidade das águas foram: Temperatura, pH, Oxigênio Dissolvido e Condutividade Elétrica. Estabeleceram-se dois pontos no reservatório, onde as leituras foram realizadas em dois períodos sazonais, isto é, na estação seca e chuvosa. O resultado das análises mostrou que o OD e CE não apresentaram os índices estabelecidos pelo CONAMA 357/2005 para o consumo da água para o ser humano. Foram identificadas também algumas fontes que contribuem para a degradação da qualidade da água do manancial

Texto completo:

130-143


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2016.19610

ISSN: 1980-4490

Periódicos Capes Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional