ENTRE QUATRO PAREDES: TERRITORIALIDADES “INVISÍVEIS” DA PROSTITUIÇÃO FEMININA NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Miguel Angelo Ribeiro, Rafael da Silva Oliveira

Resumo


O presente artigo objetiva analisar a dinâmica e a dimensão espacial da prostituiçãofeminina “fechada” na urbe carioca, tendo por recorte temporal o final dos anos 90, doséculo XX, e, sobretudo, o início do século XXI, quando a mesma tornou-se bastantedifundida e disseminada. Para tanto, realizou-se coleta em anúncios de jornais, depanfletos distribuídos em logradouros da Área Central, além de sites e blogs paraidentificação dos principais bairros, logradouros, estabelecimentos e característicasdas profissionais do sexo, sendo complementado com pesquisas de campo realizadasentre 2004 e 2011. Sendo assim, a prostituição feminina “fechada” ganha destaque nosprincipais centros do país, sobretudo nas metrópoles e, no Rio de Janeiro apresenta-sedistribuída por imóveis localizados em alguns logradouros da Área Central e emdiferentes bairros das Zonas Sul e Oeste.

Texto completo:

92-106


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2015.18136



ISSN: 1980-4490

 Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional     Portal de Periódicos da CAPES