VULNERABILIDADE E VARIAÇÕES DE CURTO PRAZO DA PRAIA DE ITAIPU (NITERÓI-RJ) EM RESPOSTA ÀS MUDANÇAS NAS CONDIÇÕES DE MAR

Eduardo Macedo Rodrigues, André Luiz Carvalho da Silva, Leonardo Rodrigues Eccard, Carolina Pereira Silvestre, Yame Bronze Medina Ramos

Resumo


As praias da enseada de Itaipu na Região Oceânica de Niterói, estado do Rio de Janeiro (Brasil), vêm sendo intensamente modificadas devido ao rápido processo de urbanização dessa região, principalmente a partir da década de 1970 com a construção da ponte Presidente Costa e Silva (Rio-Niterói). A crescente ocupação desse litoral constitui-se no principal fator responsável pela degradação dos ecossistemas costeiros. A praia de Itaipu, apesar de ser a mais interna e, consequentemente a mais abrigada dentro da enseada de Itaipu, apresenta grande variabilidade na largura, em resposta as mudanças de curto prazo nas condições de mar. A faixa de areia da praia estreita-se de forma rápida em resposta a incidência de ondas de tempestades, restabelecendo-se logo a seguir quando do retorno às condições de tempo bom. As maiores variações foram constatadas na extremidade sul, devido à maior vulnerabilidade deste setor a incidência de ondas de tempestades. Os sedimentos da praia são constituídos predominantemente por areia quartzosa média, exceto em lâmina d’água de 5 m devido ao acúmulo de areia média com alto teor de carbonatos. Areia muito fina a fina aparece na profundidade de 7 metros, na área externa ao embasamento cristalino submerso.


Texto completo:

69 - 79


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2014.13511

ISSN: 1980-4490

Periódicos Capes Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional