USO DO BIOINDICADOR FITÓLITOS NA COMPREENSÃO DA GÊNESE DE SOLOS NA BACIA DO RIO SÃO JOÃO, RIO DE JANEIRO, BRASIL

Jenifer Garcia Gomes, Heloisa Helena Gomes Coe, Kita Damásio Macario

Resumo


A utilização de fitólitos para o entendimento da gênese e da evolução dos solos na Bacia do rio São João, Rio de Janeiro, Brasil, contribuiu também para a inferência de variações paleoambientais. O uso de bioindicadores possibilita entender a relação entre clima, vegetação e os processos evolutivos ocorridos no Pleistoceno Superior/Holoceno na região. Foram coletadas amostras de cinco perfis de solo, dois de origem aluvial e três de origem eluvial, além de amostras superficiais para servir de referência nas interpretações das assembleias fitolíticas. Os resultados permitiram elaborar algumas hipóteses sobre a gênese e evolução dos perfis de solo. Os estudos fitolíticos associados aos pedológicos se mostraram promissores.


Texto completo:

128 - 150


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2014.10145

ISSN: 1980-4490

Periódicos Capes Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional