‘VER’, ‘OUVIR’ E ‘ESCREVER’ SENTIDOS: O PROGRAMA DA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA NO ENSINO DE SOCIOLOGIA DA UFF/CAMPOS

Andréa Lúcia da Silva de Paiva

Resumo


Este artigo visa descrever a Residência Pedagógica, sob o olhar da Antropologia da Educação, realizada pelo núcleo de Sociologia, em Campos dos Goytacazes/RJ. Utilizaremos como metodologia a observação participante no período de 2018-2019. O trabalho centra em dois grupos de jovens estudantes nas escolas-campo: os residentes e os discentes do Ensino Médio. Pretendemos apresentar a organização e as práticas do Programa Residência Pedagógica a fim de descrever momentos de interações e conflitos de duas juventudes estudantis diante de um quadro político e religioso. Estas questões permearam os desafios na construção do núcleo, na formação dos docentes e impactaram o ensino de Sociologia suscitando reflexões: como é possível trazer as juventudes para a construção de projetos pedagógicos? Por que e como as memórias discentes podem contribuir para as práticas e formação docentes? Como pensar sobre os sentidos do ensino de Sociologia para juventudes através do ver, ouvir e escrever antropológico?

Palavras-chave


Juventudes; Residência Pedagógica; Antropologia da Educação; Religião; Ensino de Sociologia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/synthesis.2020.61450

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1414-915X (versão impressa)
ISSN 2358-4130 (versão digital)