Oportunidades e desafios para o desenvolvimento de sensores ambientais de baixo custo

Bruno Henrique Pimentel Rosado

Resumo


Um dos maiores equívocos na construção do conhecimento é imaginarmos que disciplinas das diferentes áreas do conhecimento (e.g., Exatas, Biológicas e Humanas) não dialogam entre si. Ainda que separemos áreas, disciplinas e cursos, tais separações não existem na Natureza. São puramente artificiais. Mais do que nos denominarmos especialistas em uma determinada área (i.e., categoria), é preciso a consciência da importância do conjunto de ferramentas, conceitos, técnicas e teorias que perpassam múltiplas disciplinas e que permitirão a resolução de um problema. Neste sentido, o desenvolvimento de sensores ilustra como o domínio de disciplinas aparentemente distantes da biologia tem permitido o avanço em áreas diversas em função da construção de câmeras acopladas a drones para monitoramento ambiental e de sensores capazes de mensurar fluxo de água em plantas. As ferramentas existem e estão facilmente acessíveis, uma busca rápida na internet permitirá a qualquer pessoa adquirir todo o necessário para a elaboração do seu projeto. Mas para executá-lo, por mais ecológico que seja o foco do projeto, o desafio para os interessados na área ambiental é também entender o que é a Lei de Ohm, o que são capacitores, resistores, multímetros, microcontroladores, bytes e bits. Apesar de o mundo profissional levar a uma ideia da necessidade da competitividade como receita para o sucesso, o desenvolvimento de sensores de baixo custo mostra que é a cooperação, e não a competição, a força motriz na construção de um conhecimento compartilhado, de livre acesso e, portanto, mais justo para toda a sociedade.

Palavras-chave


Arduino; Ecologia Funcional; Microcontroladores; Monitoramento Ambiental; Mudanças Ambientais

Texto completo:

PDF

Referências


Arduino cc. .Disponível em: . Acesso em: 2/10/2018.

BAKER, E. Open source data logger for low-cost environmental monitoring. Biodiversity Data Journal, v. 2, p. e1059, 2014. Disponível em: . .

MARVIN, D. C.; KOH, L. P.; LYNAM, A. J.; et al. Integrating technologies for scalable ecology and conservation. Global Ecology and Conservation, v. 7, p. 262–275, 2016. Elsevier B.V. Disponível em: . .

MINER, G. L.; HAM, J. M.; KLUITENBERG, G. J. A heat-pulse method for measuring sap flow in corn and sunflower using 3D-printed sensor bodies and low-cost electronics. Agricultural and Forest Meteorology, v. 246, n. May, p. 86–97, 2017. Elsevier. Disponível em: . .

SOKAČ, M.; DURASEK, P.; BAČIĆ, I.; PUŠKARIĆ, S. UAV application in ecology: Data collecting with quad-copter equipped with Arduino based measurement platform. Proceedings Elmar - International Symposium Electronics in Marine, v. 2016–Novem, n. September, p. 233–236, 2016.




DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2018.37673

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: