Integração ensino-serviço-comunidade na perspectiva da reorientação da formação em saúde

Carine Vendruscolo, Maira Tellechea da Silva, Maria Elisabeth Kleba

Resumo


A proposta da integração ensino-serviço-comunidade se orienta pelos pressupostos conceituais que incorporam o processo de educação à transformação social, com base nas necessidades dos sujeitos, no âmbito do seu contexto histórico e social. O estudo apresenta como objetivo identificar resultados produzidos pela implementação dos programas interministeriais (Ministérios da Saúde e Educação) Pró-Saúde e Pet-Saúde na integração ensino-serviço, de acordo com o olhar de profissionais e gestores. Estudo de caso realizado no município de Chapecó/SC, cujos dados foram coletados por meio de grupos focais. A integração ensino-serviço está, em grande medida, presente no pensamento e no trabalho dos profissionais e dos gestores, os quais se compreendem como (co)responsáveis no processo de reorientação da formação. Todavia, a maior parte dos atores refere dificuldades para participar das ações e demandas da Instituição de Ensino, seja pelo excesso de trabalho, seja por falta de estímulos ou ainda por desconhecimento do que envolve o processo de formação na saúde.

Palavras-chave


Ensino; Atenção Primária à Saúde; Sistema Único de Saúde; Integração docente assistencial

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, V.S; GOMES, A.P.; REZENDE, C.H.A.; SAMPAIO, M.X.; DIAS, O.V.; LUGARINHO, R.M. A integração ensino-serviço no contexto dos processos de mudança na formação superior dos profissionais da saúde. RBEM, v.32, n.3, p.356-62, 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbem/v32n3/v32n3a10.pdf. Acesso em: 17ago. 2017.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Resolução CNE/CES nº1133 de 2001. Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Enfermagem, Medicina e Nutrição. Diário Oficial da União, Brasília, 2001. Seção 1E, p. 131. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/ces1133.pdf. Acesso em: 28 Ago. 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Educação. Programa Nacional de Reorientação Profissional em Saúde – Pró-Saúde: objetivos, implementação e desenvolvimento potencial. Brasília, 2007a. Disponível em: http://prosaude.org/rel/pro_saude1.pdf. Acesso em: 17ago. 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria GM/MS no 1.996/07, de 20 de agosto de 2007. Dispõe sobre as diretrizes para a implementação da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. Brasília, 2007b. Disponível em: http://www.saude.pb.gov.br/site/geab/portaria2007.pdf. Acesso em: 28 ago. 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Educação. Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008. Dispõe sobre o estágio de estudantes. Disponível em: http://www.cvm.gov.br/export/sites/cvm/menu/acesso_informacao/servidores/estagios/3-LEGISLACAO-DE-ESTAGIO.pdf. Acesso em: 27 ago. 2017

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Educação. Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde. Brasília, 2010. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/secretarias/sgtes/sgtes-gestao-da-educacao/pet-saude. Acesso em: 28 mar. 2017.

FEUERWERKER, L. Além do discurso de mudança na educação médica: processos e resultados. São Paulo: Hucitec, 2002.

FINKLER, M.; CAETANO, J. C.; RAMOS, F. R. S. Integração "ensino-serviço" no processo de mudança na formação profissional em Odontologia. Interface comun. Saúde educ, v.15, n.39, p.1053-67, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v15n39/aop2011.pdf. Acesso em: 02 set. 2017.

FREIRE, P. Conscientização: teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. São Paulo: Centauro, 2001, 116p.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 59a ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra; 2005.

SCHIMIDT, S. O processo de formação dos cursos de graduação em enfermagem, medicina e odontologia nos serviços de atenção básica. 2008. 181 f. Tese (Doutorado) Florianópolis (SC): UFSC/PEN, 2008.

TOMBINI, L.H.T. Educação permanente e integração ensino-serviço na perspectiva dos enfermeiros do serviço. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) Florianópolis (SC): UFSC/PEN, 2010.

VENDRUSCOLO, C.; FERRAZ, F. ; PRADO, M. L.; KLEBA, M.E.; REIBNITZ, K.S. Teaching-service integration and its interface in the context of reorienting health education. Interface (Botucatu. Impresso), v. 20, p. 1015-1025, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v20n59/en_1807-5762-icse-1807-576220150768.pdf . Acesso em: 02 set. 2017.

VENDRUSCOLO, C.; PRADO, M. L. ; KLEBA, M.E. Integração Ensino-Serviço no âmbito do Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v. 21, p. 2949-2960, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v21n9/1413-8123-csc-21-09-2949.pdf. Acesso em 02 set. 2017.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4a ed. Porto Alegre: Bookman; 2010.




DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2017.30559

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em:

 


A partir da 7ª edição da Revista SUSTINERE (V.4, Nº2, 2016), todos os trabalhos das colunas Artigos, Comportamento e Ambiente, e Ensaios, são submetidos a um exame de confiabilidade através dos serviços do iThenticate, cujos relatórios são analisados pelos editores, para a aprovação da publicação destes.