Avaliação de impactos, passivos e danos ambientais em zonas costeiras do Brasil: região do litoral Norte Fluminense

Victor Guida de Freitas, Josimar Ribeiro de Almeida, Flávia Constantino da Vitória

Resumo


A exploração petrolífera trouxe avanços tecnológicos e elevados ganhos financeiros de forma direta e indireta para municípios de sediam empresas desse ramo e trabalhadores de diversas áreas, movimentando a economia local, estadual e nacional, mas em contra partida deste avanço surgiu o aumento populacional que trouxe novas demandas a esses municípios e região geográfica a qual estão inseridos, que, em muitos casos, não ofereceram infraestrutura capaz de acompanhar esse crescimento. Logo, além de passivos ambientais ocasionados diretamente pela exploração do petróleo, há impactos ambientais e sociais que surgiram por esses fatos. Neste trabalho veremos a evolução do IDHM e o atraso em infraestrutura dos municípios sede da exploração petrolífera e seus municípios vizinhos realizando a mesma análise. A importância da produção do petróleo no cenário brasileiro pode ser vista através de sua colocação do ranking mundial dos países produtores de combustíveis fósseis e, embora seja uma atividade de alto impacto ambiental, pode, se bem administrado seus recursos, promover desenvolvimento social para as cidades onde estão localizadas essas empresas.


DOI: 10.12957/sustinere.2016.24634


Palavras-chave


Meio ambiente; Impacto social; Petróleo; Exploração

Texto completo:

PDF

Referências


AGÊNCIA NACIONAL DE PETRÓLEO-ANP. Anuário estatístico brasileiro de petróleo, gás e biocombustíveis 2015. Disponível em:

. Acesso em: 13 março de 2016.

CHEVRON/ECOLOGUS. Estudo de impacto ambiental da atividade de produção de petróleo no Campo de Frade, Bacia de Campos. Rio de Janeiro, Ecologus – Engenharia Consultiva, 2006.

DIEGUES, A.C. ; ROSMAN, P.C.C. Caracterização dos Ativos Ambientais em Áreas Selecionadas da Zona Costeira Brasileira. Ministério do Meio Ambiente Recursos Hídricos e Amazônia Legal/GERCO/PNUD. 1998.

DUGAN, P. Wetland conservation: a review of current issues and requires action. Gland: IUCN, 1990.

FUNDAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Sistema IBGE de recuperação automática – SIDRA. Disponível em: . Acesso em: 24 set. 2015.

______. Área territorial brasileira 2014. Disponível em: < ftp://geoftp.ibge.gov.br/organizacao_territorial/areas_e_limites/areas_2014_xls.zip >. Acesso em: 21 mar. 2016.

______IBGE Cidades. Disponível em:< http://cidades.ibge.gov.br>. Acesso em 12. Mar. 2016.

HOFFMANN, S.; CARMO, C. Secretaria do ambiente divulga tabela do ICMS verde 2014. Secretaria de estado do ambiente, Rio de Janeiro, 2 abr. 2014. Disponível em: . Acesso em: 25 set. 2015.

KRISTENSEN, P. The DPSIR framework. In: workshop on a comprehensive / detailed assessment of the vulnerability of water resources to environmental change in Africa using river basin approach, 2004, Nairobi, Quênia.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Sistema de informação da atenção básica – SIAB. Disponível em: . Acesso em: 25 set. 2015.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Cadastro nacional de unidades de conservação. Disponível em: . Acesso em: 24 set. 2015.

MIRANDA, D. S.; SILVA, R. G.; ALMEIDA, L. B. Impactos ambientais da exploração e produção de petróleo na Bacia de Campos-RJ. Bolsista de Valor: Revista de divulgação do Projeto Universidade Petrobrás e IF Fluminense, v. 1, p. 133-138, 2010.

NETO, A. F. P.; AJARA, C. Transformações recentes na dinâmica sócioespacial do Norte Fluminense. In: XV ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 15., 2006, Caxambú.

PONCIANO, N. J.; SOUZA P. M.; Mata, H. T. C.; VIEIRA, J. R.; MORGADO, I. F.. Análise de viabilidade econômica e de risco da fruticultura na região Norte Fluminense. Revista de economia e sociologia rural, Rio de Janeiro, v. 42, n. 4, p. 615-635, out./dez. 2004.

RAMOS, M. S. Indicadores de impacto da indústria de petróleo: Estudo de caso da região polarizada pelo município de Macaé. Dissertação de mestrado em Engenharia Ambiental, linha de pesquisa desenvolvimento e sustentabilidade, Instituto Federal de Educação , Ciência e Tecnologia Fluminense, Macaé/RJ, 2009.

SILVA, J. M. C.; BOZELLI, R.L.; SANTOS, L. F.; LOPES, A. F.. Impactos ambientais da exploração e produção de petróleo na Bacia de Campos, RJ. In: IV ENCONTRO NACIONAL DA ANPPAS, 4, 2008, Brasília.

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – TCE/RJ. Estudos Socioeconômicos dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro – 2014. Secretária Geral de Planejamento, Macaé, Rio de Janeiro.

VALPASSOS, C. A. M.; NETO, J. C. D.. Diferentes percepções da natureza: as intervenções politécnicas, a fiscalização ambiental e pescadores artesanais na Lagoa Feia. Revistas Anthropológicas, ano 10, v. 17, n. 2, p. 95-116, 2006.




DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2016.24634

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: