Análise dos resíduos sólidos e alternativas para minimizar seus efeitos em uma unidade de Ensino de Jovens e Adultos do Rio de Janeiro

Antonio Carlos do Prado Ribeiro, Elizabeth dos Santos Rios

Resumo


O crescimento desordenado das cidades gerou problemas para a sociedade humana devido ao desconhecimento dos impactos que seriam causados ao meio ambiente. A utilização sem controle de matéria-prima e energia compromete diversos ecossistemas e ocasiona poluição em escala global que pode afetar as gerações futuras e as diferentes formas de vida. O presente trabalho foi desenvolvido em uma Unidade Educacional de jovens e adultos do Ensino Médio e teve como objetivo reforçar a importância da preservação do meio ambiente através do gerenciamento e destinação adequada dos resíduos sólidos produzidos no Colégio. O cotidiano escolar com relação à gestão dos resíduos sólidos foi observado em um período total de dezesseis dias, onde os resíduos segregados foram analisados e pesados. Os dados obtidos foram agrupados em tabelas e gráficos, contribuindo para a elaboração de propostas alternativas e atividades em Educação Ambiental, de modo a minimizar os efeitos dos resíduos sólidos no ambiente escolar e na comunidade.

 

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/sustinere.2015.17329


Palavras-chave


Educação Ambiental; Meio Ambiente; Resíduos Sólidos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2015.17329

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em: