Indicadores de sustentabilidade para monitoramento de projetos de recuperação de áreas degradadas

Thaiane Soares Montandon, Thereza Cristina Ferreira Camello, Josimar Ribeiro de Almeida

Resumo


Nos últimos anos o crescimento da população e a ação do homem transformou diversos ecossistemas, aumentando significativamente a quantidade de áreas degradadas. Tendo em vista a necessidade de recuperar essas áreas, o Estado brasileiro determina a realização de Projetos de Recuperação de Àreas Degradadas (PRADs), que incluem monitoramento e avaliação da área. Este artigo teve como base duas formas de monitoramento, a proposta SER (2004) que apresenta diretrizes universais de recuperação, 9 atributos de áreas restauradas e 3 estratégias de avaliação, embora não apresente indicadores RAD;e a proposta de MELO et al., (2010) que apresenta uma Matriz de Avaliação de Projetos de Restauração, com 7 indicadores RAD. Os indicadores de sustentabilidade para essas áreas foram definidos por meio do Método Delphi. A aplicação da matriz de indicadores de sustentabilidade é um importante instrumento de planejamento, monitoramento e avaliação de áreas degradadas e a utilização do método Delphi para a construção da matriz garante um trabalho de monitoramento e avaliação mais eficiente e completo.

 

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/sustinere.2015.17326


Palavras-chave


Recuperação de áreas degradadas; Monitoramento; Matriz de indicadores; Método Delphi.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/sustinere.2015.17326

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   Resultado de imagem para blogger icon   

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

ISSN 2359-0424

A Revista SUSTINERE está indexada/cadastrada em:

 


A partir da 7ª edição da Revista SUSTINERE (V.4, Nº2, 2016), todos os trabalhos das colunas Artigos, Comportamento e Ambiente, e Ensaios, são submetidos a um exame de confiabilidade através dos serviços do iThenticate, cujos relatórios são analisados pelos editores, para a aprovação da publicação destes.