Revista Sustinere

A Revista SUSTINERE (SUST) tem por objetivo a publicação de contribuições nacionais e internacionais acadêmicas, técnicas e científicas que articulem temas interdisciplinares e transdisciplinares relativos à Saúde e Educação em suas interfaces com a sociedade, a ciência, o meio ambiente e a tecnologia. São aceitos artigos em português, inglês e espanhol.

e-ISSN: 2359-0424 | Ano de criação: 2013 | Área do conhecimento: Multidisciplinar | Qualis: B1 (Ensino), B4 (Enfermagem; Interdisciplinar), B5 (Arquitetura, Urbanismo e Design; Ciências Ambientais; Engenharias I; Engenharias III), C (Biodiversidade) 


SUSTINERE: Revista de Saúde e Educação

Endereços para contato: SUSTINERE – Revista de Saúde e Educação

EMAIL: sustinere.ouerj@gmail.com

Editora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - EdUERJ
Rua São Francisco Xavier, 524 , Setor -E,
Maracanã. CEP: 20550-900
Tel.: 2334-0720 – Rio de Janeiro/RJ

 
(Clique na logo para ver nossa classificação)



SUSTINERE
nas redes sociais:
  Resultado de imagem para blogger icon  Resultado de imagem para facebook icone

 

Para acessar a edição atual clique aqui.

 

Notícias

 

Identidade do fóssil do pé pequeno provoca controvérsia

Há mais de 20 anos, paleoantropólogos começaram a escavar meticulosamente o esqueleto revestido de rocha de um antigo hominídeo de dentro de uma caverna sul-africana. Na semana passada, eles ofereceram as primeiras medições em profundidade do esqueleto apelidado de “Little Foot”, o hominídeo antigo mais completo do registro fóssil. Agora, os pesquisadores dizem que o esqueleto é de uma mulher idosa, com cerca de 3,67 milhões de anos, e membro do gênero Australopithecus. Mas como ela se encaixa no quadro mais amplo da evolução dos hominídeos -...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2018-12-12Mais...
 

Inteligência artificial ajuda a prever erupções vulcânicas

Os satélites estão fornecendo dados sobre os vulcões ativos do mundo, mas os pesquisadores têm lutado para transformá-los em uma previsão global dos riscos vulcânicos. Isso pode mudar em breve com algoritmos recém-desenvolvidos que podem provocar automaticamente os sinais de dados de risco vulcânico, levantando a perspectiva de que dentro de alguns anos os cientistas poderiam desenvolver um sistema de alerta de vulcão global. Sem essas ferramentas, os geocientistas simplesmente não conseguem acompanhar as informações que despejam os...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2018-12-12Mais...
 

Sementes de uvas antigas podem ligar o porto comercial do Sri Lanka ao mundo Romano

Visite Mantai, aninhada em uma baía no noroeste do Sri Lanka, e hoje você não verá nada além de um solitário templo hindu com vista para o mar. Mas há 1500 anos, Mantai era um porto movimentado onde os comerciantes trocavam as commodities mais valiosas da época. Agora, um estudo de restos de plantas antigas revela comerciantes de todos os cantos do mundo - incluindo o Império Romano - pode ter visitado ou até mesmo vivido lá. Mantai era um centro das antigas redes de comércio que cruzavam o Oceano Índico e ligava os cantos distantes da Ásia,...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2018-12-12Mais...
 

NOSSAS FOTOS DE CIÊNCIA FAVORITAS DE 2018

Os momentos mais atraentes deste ano na ciência Nossa equipe da Science Visuals analisou as fotografias mais marcantes que publicamos este ano. Aqui estão os que mais nos motivaram:   Autor: Emily Petersen Fonte: Science MAG Sítio Online da Publicação: Science MAG Data: 11/12/2018 Publicação Original: https://vis.sciencemag.org/photosof2018/

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2018-12-12Mais...
 

Tragédia de Mariana: sem indenização, vítimas pescam em área contaminada e já acumulam R$ 833 mil em multas

Direito de imagemFABRICIO SAITERImage caption Dona de um barco na foz do rio Doce, Norma de Alvarenga aposentou a embarcação depois de receber duas multas Pescadores e donos de barcos do Espírito Santo, vítimas da tragédia de Mariana (MG), têm recebido multas ambientais que chegam individualmente a R$ 40 mil. Segundo o Ibama, parte dos trabalhadores está atuando em uma área cuja pesca é proibida por causa da contaminação da água com os rejeitos da barragem que se rompeu há três anos. Desde fevereiro de 2016, quando a Justiça proibiu a pesca...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2018-12-11Mais...
 

Chikungunya e febre amarela: evento debate desafios no verão

Com a chegada do verão, a Fiocruz e a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro - em parceria com o Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems), a Associação dos Prefeitos e Municípios do Rio de Janeiro (Aemerj) e a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS) - alertam para a possibilidade de uma epidemia de chikungunya e para o aumento de casos de febre amarela no verão de 2018 e 2019. De janeiro até outubro deste ano, já foram notificados cerca de 37 mil casos de chikungunya no estado, enquanto ao longo...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2018-12-11Mais...
 

Pesquisa sobre diabete tipo 1 ganha prêmio em inovação

Um estudo da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP sobre o tratamento da diabete tipo 1 por meio do uso de células-tronco foi premiado. O novo método, que também utiliza quimioterapia para conter o efeito da doença, ganhou na categoria Inovação em Tratamento do Prêmio Abril & Dasa de Inovação Médica. A pesquisa é realizada no Centro de Terapia Celular (CTC) da FMRP e foi publicada no início deste ano, na revista Frontiers of Endocrinology. O Jornal da USP reproduziu matéria do CTC que descreve o estudo com mais...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2018-12-11Mais...
 

Mudanças climáticas ameaçam a energia eólica na Índia

Energia eólica vulnerável às mudanças climáticas na Índia – O aquecimento das águas no Oceano Índico está enfraquecendo a circulação das monções e diminuindo a velocidade do vento Por Leah Burrows * ** O aquecimento do Oceano Índico, causado pela mudança climática global, pode estar causando um lento declínio no potencial eólico na Índia, de acordo com um novo estudo da Faculdade de Engenharia e Ciências Aplicadas de Harvard John A. Paulson (SEAS) e da Universidade de Harvard. Projeto China . A Índia, o terceiro maior emissor de gases...

(Para continuar a ler a notícia, clique em "Mais...")
Publicado: 2018-12-11Mais...