“Vestígios do passado”: o discurso histórico e a ficção pós-moderna

Paula Alves Chagas, Madalena Vaz-Pinto

Resumo


A proposta deste trabalho é estudar os romances Balada da Praia dos Cães, de JoséCardoso Pires,e Nove noites, de Bernardo Carvalho, levando em consideração o foconarrativo, o caráter metaficcional dessas narrativas e as relações entre história e ficção nosdois romances. Interessa-nos observar o modo como cada um dos autores se apropria dehistórias e personagens reais para desenvolver tramas ficcionais de alto teor reflexivo.Recorreremos a Hayden White e sua distinção entre evento e fato, ao conceito de metaficçãohistoriográfica, de Linda Hutcheon (1991), e aos textos de Ana Paula Arnaut (2002) e LuizCosta Lima (2008). Nossa perspectiva se baseia na leitura das seguintes obras: a publicaçãodigital Vozes da Balada (2012), o ensaio “Memória descritiva” (PIRES, 1999) e o livro Omundo fora dos eixos (Carvalho, 2005).


Palavras-chave


História. ficção; Foco narrativo. Leitor. Balada da Praia dos Cães. Nove noites. José Cardoso Pires. Bernardo Carvalho.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2014.7917

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br