A RAZÃO E A LOUCURA: ANÁLISE SEMIÓTICA E ANTROPOLÓGICA DO CONTO O ALIENISTA DE MACHADO DE ASSIS

Karylleila dos Santos Andrade

Resumo


O ALIENISTA é um conto de Machado de Assis dividido em 13capítulos. Publicado em 1882, no livro Papéis Avulsos, narra a estóriade Simão Bacamarte, médico interessado em conhecer as fronteirasentre a razão e a loucura. Com esse objetivo se instala em Itaguaí,localizado na região Fluminense, onde é recebido com todas as honraspela comunidade local. Mas a aprovação cessa quando Simão recolhena Casa Verde pessoas cuja loucura a população não compartilhava.O barbeiro Porfírio lidera uma revolta popular contra a ciênciado alienista. A rebelião é sufocada, mas Simão Bacamarte continuamultiplicando suas internações.Na tentativa de estabelecer os limites entre a razão e a loucura,o médico interna, numa primeira etapa, todos os indivíduos quemanifestam hábitos ou atitudes que, embora discutíveis, são toleradaspela sociedade: os politicamente volúveis; os sem opinião própria,os mentirosos, os que vivem fazendo discursos ou versos empolados,os vaidosos, entre outros.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2010.5197

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br