Diálogos intersemióticos: interacionismo e pintura impressionista em cena

Robson Rodrigues de Paula

Resumo


A formação de os grandes centros urbanos no Ocidente a partir do século XIXfomentou significativas mudanças nas relações sociais e no modo de apreensão do espaçopúblico pelos sujeitos. No presente ensaio, de forma introdutória, analiso a forma com que ointeracionismo, escola importante da sociologia, e a pintura impressionista compreenderam ouexpressaram, por meio de seus referenciais teóricos ou estéticos, os encontros e desencontrosde indivíduos e de segmentos sociais em Chicago, lócus de estudo dos sociólogosinteracionistas, e Paris, cidade protagonista do impressionismo na pintura. Defendo, ao longodo artigo, a existência de alguns pontos de contato entre ambas as expressões humanas,principalmente a respeito de seus procedimentos e técnicas, usados no ato de criação.

Palavras-chave


Interacionismo. Pintura Impressionista. Sociologia da Arte. História cultural.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2012.5032

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br