A religião como matéria prima da poesia

Douglas Rodrigues da Conceição

Resumo


O presente artigo, partindo da perspectiva que põe em evidência as relações estabelecidas entre religião e literatura no campo das Ciências da Religião, visita a poesia de Luís Augusto Cassas, poeta contemporâneo, mas antes sobrevoa muito brevemente a poesia de Gregório de Matos. Mais do que propor somente uma crítica à religião pela poesia de Cassas, o texto em questão pretende abrir portas para que se pense, sobretudo, a religião enquanto matéria prima das expressões literárias.


Palavras-chave


Religião; Poesia; Crítica; Luís Augusto Cassas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2018.33936

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br