Paralelos entre o Cynegeticon e o livro III das Geórgicas de Virgílio

Matheus Trevizam

Resumo


Resumo: Neste artigo, intentamos o cotejo, em partes especificas, dos poemas didáticos de Virgílio (Geórgicas, livro III) e Grattius Faliscus (Cynegeticon). Nosso objetivo através das análises propostas, as quais se referirão, por um lado, a v. III, 72-122/179-208 da primeira obra citada e a v. 497-541 do outro poema (assunto dos cuidados necessários aos equinos) e, por outro, a v. III, 440-456 dessa obra de Virgílio e a v. 408-429 da de Grattius (tratamento da sarna de ovelhas e cães, respectivamente), diz respeito a afinar o entendimento a respeito de como tais textos se aproximam ou afastam, por suas características de tessitura poética. O referencial teórico a que recorremos, sobretudo, diz respeito à ideia dos gêneros literários, tal como usual nos Estudos Clássicos, e, em particular, à noção de poesia didática antiga, a qual reputamos, com outros estudiosos (TOOHEY, 1996/2004), passível de dividir-se em subtipos. Os resultados obtidos através da comparação de trechos tematicamente afins de Virgílio e Grattius Faliscus, como acima os delimitamos, permitem-nos concluir que em Geórgicas III prevalece um tipo de estruturação textual voltado para o deleite estético e da imaginação do público, enquanto em Cynegeticon o autor se faz, amiúde, maciçamente informativo sobre o assunto da caça.

 


Palavras-chave


Palavras-chave: Gênero literário. Poesia didática antiga. Comparação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/soletras.2016.25811

Licença Creative Commons

SOLETRAS online - ISSN 2316 8838

Revista do Departamento de Letras

Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Rua Dr. Francisco Portela, 1470 - Patronato - São Gonçalo - RJ

Cep: 24435-005 - e-mail: soletrasonline@yahoo.com.br