PAISAGISMO E MONITORAMENTO ECOLÓGICO EM CONDOMÍNIO INSERIDO EM FRAGMENTO FLORESTAL DO DOMÍNIO TROPICAL ATLÂNTICO

Josimar Ribeiro de Almeida, Manoel Gonçalves Rodrigues, Solange Mathias de Almeida, Roberto Ricardo Rachid Saab Barbosa Cunha

Resumo


Um projeto paisagístico, de caráter ecológico, deve ser abordado levando-se em conta fatores não só de ordem estética, mas, sobretudo, adaptando-o aos fatores ambientais determinantes, visando à reconstituição, conservação e preservação da fitofisionomia originais. Quanto à área de implantação deste tipo de projeto se localiza numa zona de Mata Atlântica, cuja manutenção é vital, há que ter-se uma enorme responsabilidade para com a natureza. Sua importância se faz sentir no equilíbrio hídrico de uma região; nas condições climáticas; na manutenção da vida animal; na preservação de espécies vegetais de enorme riqueza genética; na proteção dos solos contra deslizamentos, ravinamentos e voçorocas. O terreno em questão envolve uma área denominada “Quinta do Paraíso”, antiga fazenda, onde grandes áreas foram desmatadas. Algumas ilhas de vegetação da mata original, porém, foram preservadas. Existe ainda no local vestígio de Mata Atlântica Primária e Secundária. O local caracteriza-se por acentuada movimentação topográfica, visto que faz parte do Complexo da Serra dos Órgãos, na região N-NO e esta é sua característica mais marcante, seguindo as características da Serra do Mar. A altitude varia entre a cota 920 e a cota 1160, formando elevações, por vezes abruptas, com afloramentos rochosos, ou pequenos morros entre os quais se delineiam pequenos espaços mais planos, pequenas planícies aluviais, que facilitam a adequação do terreno ao empreendimento pretendido.

 


DOI 10.12957/ric.2013.7064


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2013.7064

Direitos autorais


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.