PANORAMA DO SISTEMA LAGUNAR DE MARICÁ – RJ: INDICADORES DE SANEAMENTO VS. QUALIDADE DE ÁGUA

Luane Marques Toledo, Fernanda Carvalho Moreno Wall, marcelo obraczka, André Luís de Sá Salomão

Resumo


Um sistema de saneamento básico deficiente pode gerar inúmeras consequências nocivas à sociedade e ao meio ambiente. Dentre elas destacam-se os riscos à saúde pública e a poluição dos corpos hídricos. Medidas de mitigação desses problemas são necessárias, preferencialmente baseadas em ações de planejamento e gestão, que demandam um maior conhecimento do problema e a análise criteriosa de propostas para sua solução. Este trabalho teve como objetivo apresentar um panorama ambiental do Sistema Lagunar de Maricá-RJ baseado nos índices de qualidade de água (IQA) e indicadores de saneamento disponíveis nos bancos de dados do INEA e SNIS, respectivamente. Para uma percepção mais abrangente do estudo, realizou-se complementarmente uma comparação desses índices referentes as lagoas de Maricá com índices apresentados pelo Sistema Lagunar de Saquarema, complexo lagunar vizinho com diversas características semelhantes. Pode ser constatado uma relação entre a qualidade precária das águas do Sistema Lagunar de Maricá e as más condições do sistema de saneamento básico nas áreas urbanas de sua bacia hidrográfica. Portanto, infere-se que uma das principais condições para a revitalização ambiental dessas vitais lagoas para o município é a obtenção de maior abrangência e qualidade dos serviços de saneamento básico prestados à população no seu entorno. Nesse sentido, para viabilizar a curto prazo essa melhoria da qualidade das águas do sistema lagunar, podem ser empregadas alternativas emergenciais de engenharia entre as quais destaca-se a adoção de sistema de captação de esgoto em tempo seco, já utilizada com êxito em complexos lagunares vizinhos como Saquarema e Araruama.

Palavras-chave


Lagoa de Maricá, Panorama Ambiental, Indicadores de saneamento, Qualidade de Água, Captação de tempo seco

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2021.51768

Direitos autorais 2021 Luane Marques Toledo, Fernanda Carvalho Moreno Wall, marcelo obraczka, André Luís de Sá Salomão


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.