DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO NA REGIÃO DA RIBA A PARTIR DA RELAÇÃO CRESCIMENTO-DESIGUALDADE SOB HIPÓTESE(S) DA(S) CURVA(S) DE KUZNETS

Rhayza Alves Figueiredo de Carvalho, Abner Vilhena de Carvalho, Jarsen Luis Castro Guimarães

Resumo


O presente ensaio teve como objetivo analisar a possível relação do crescimento econômico e desigualdade na Região de Integração do Baixo Amazonas (RIBA), no período de 2000 e 2010. Por meio de investigação da(s) hipótese(s) curva de Kuznets, a partir da construção de um modelo econométrico com dados em painel curto, usando como proxies da desigualdade e do crescimento econômico os seguinte indicadores: o índice de Gini (variável dependente), e a renda per capita (variável independente), respectivamente, sendo esta última utilizado sob a forma linear, cúbica e quadrática, a fim de testar os possíveis resultados das curva no formato de U-invertido e N, de modo a contribuir para a discussão  no campo da economia do desenvolvimento na região. Os resultados do modelo apontaram para evidencia da hipótese do U-invertido da curva de Kuznets presente no primeiro estágio do progresso econômico na região, corroborando com o pressuposto teórico muito embora, em níveis agregados, a influência da evolução crescente da renda per capita possa ser interpretado, também, como apaziguador na evolução crescente da desigualdade de renda, atuando assim, o crescimento econômico como pacificador momentâneo junto à desigualdade de renda na RIBA.

Palavras-chave


Crescimento, Desigualdade, Curva de Kuznets, U-invertido e N, RIBA.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2020.50866

Direitos autorais 2020 Rhayza Alves Figueiredo de Carvalho, Abner Vilhena de Carvalho, Jarsen Luis Castro Guimarães


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.